Connect with us

Cargos e salários

Artista da dança (exceto dança tradicional e popular) tabela salário CBO 2628

Published

on

Tabela de Salários para cargos da Família “Artista da dança (exceto dança tradicional e popular)”, código CBO 2628.

2628-05 Assistente de coreografia 44 h R$ 1.303,95 R$ 1.836,55 R$ 2.775,44 R$ 8,38
2628-10 Dançarino 36 h R$ 1.951,79 R$ 2.749,01 R$ 4.154,38 R$ 15,11
2628-10 Bailarino intérprete 36 h R$ 1.951,79 R$ 2.749,01 R$ 4.154,38 R$ 15,11
2628-10 Bailarino criador 36 h R$ 1.951,79 R$ 2.749,01 R$ 4.154,38 R$ 15,11
2628-10 Bailarino (exceto danças populares) 36 h R$ 1.951,79 R$ 2.749,01 R$ 4.154,38 R$ 15,11
2628-15 Bailarino coreógrafo 35 h R$ 3.843,38 R$ 5.413,21 R$ 8.180,61 R$ 31,38
2628-15 Coreógrafo bailarino 35 h R$ 3.843,38 R$ 5.413,21 R$ 8.180,61 R$ 31,38
2628-15 Coreógrafo 35 h R$ 3.843,38 R$ 5.413,21 R$ 8.180,61 R$ 31,38
2628-20 Dramaturgo de dança 36 h R$ 2.389,15 R$ 3.365,00 R$ 5.085,29 R$ 18,69
2628-25 Ensaiador de dança 31 h R$ 954,00 R$ 1.259,27 R$ 1.903,05 R$ 8,20
2628-30 Maître de ballet 33 h R$ 1.452,02 R$ 2.045,10 R$ 3.090,62 R$ 12,42
2628-30 Professor de dança 33 h R$ 1.452,02 R$ 2.045,10 R$ 3.090,62 R$ 12,42

 

As informações abaixo se referem a todos os cargos da família “Artista da dança (exceto dança tradicional e popular) CBO 2628” citados na tabela de salários.

Atribuições do cargo

Concebem e concretizam projeto cênico em dança, realizando montagens de obras coreográficas; executam apresentações públicas de dança e, para tanto, preparam o corpo, pesquisam movimentos, gestos, dança, e ensaiam coreografias. Podem ensinar dança.

Formação e experiência

O exercício das ocupações da família não exige escolaridade formal determinada, embora siga-se a tendência que vem ocorrendo no mundo das artes em geral, rumo à profissionalização. Nesse sentido, torna-se-á cada vez mais desejável que o profissional tenha curso superior na área. Para o exercício pleno das atividades, requer-se mais de cinco anos de experiência.

Condições gerais para exercício do cargo

Trabalham nas áreas de criação, pesquisa e ensino. Suas atividades são sempre realizadas em equipe e podem se desenvolver tanto em companhias estáveis de bailado, em que predominam os vínculos formais de trabalho, estabilidade no emprego e possibilidade de construir uma carreira, como em cooperativas ou como autônomos, realizando produções independentes. Esta última é a situação da grande maioria dos profissionais, os quais, em geral, se auto financiam, costumeiramente, exercendo atividades como professores, terapeutas etc. concomitantemente à dança.

Descrição das Atividades

Realizar apresentação pública de dança

  1. Supervisionar equipe de bailarinos;
  2. Supervisionar equipe de iluminação;
  3. Supervisionar equipe de multimídia;
  4. Supervisionar equipe de cenografia;
  5. Supervisionar equipe de música;
  6. Supervisionar equipe de adereços e figurinos;
  7. Supervisionar equipe de maquiagem e caracterização;
  8. Aquecer-se por meio de exercícios específicos;
  9. Concentrar-se por meio de atividades individuais e coletivas;
  10. Interpretar ideias e sensações por meio da dança;
  11. Interpretar imagens por meio da dança;
  12. Interpretar narrativas por meio da dança;
  13. Dançar;

Conceber projeto cênico em dança

  1. Desenvolver ideia ou tema;
  2. Escolher música, texto, imagens, objetos etc;
  3. Levantar elementos sobre o tema a partir de vários meios (literatura, documentação etc);
  4. Improvisar movimentos;
  5. Experimentar movimentos, sequências de movimento;
  6. Criar movimentos nas variadas linguagens de dança;
  7. Configurar roteiros e ou estruturas coreográficas em movimentos;
  8. Configurar elementos da dança (espaço, tempo, formas, movimento, etc);
  9. Selecionar técnicas corporais;
  10. Investigar outras linguagens artísticas (teatro, cinema, circo, etc);
  11. Selecionar equipe artística;
  12. Recriar passos codificados;
  13. Selecionar gestos, passos e sequências;
  14. Reelaborar gestos, passos e senciências;
  15. Registrar gestos, passos e sequências;
  16. Considerar o espaço e o público na concepção cênica;
  17. Conceber soluções cênicas;
  18. Definir realização do projeto em conjunto com produção executiva e direção artística;

Concretizar projeto cênico realizando montagem da obra coreográfica

  1. Transpor ideias, imagens, sensações em linguagem coreográfica;
  2. Executar movimentos (gestos, ações, passos codificados);
  3. Elaborar ações físicas no espaço e no tempo;
  4. Construir qualidade dramática do e pelo movimento;
  5. Expressar imagens, ideias, narrativas na obra coreográfica;
  6. Expressar sentimentos e sensações na obra coreográfica;
  7. Articular as partes da obra coreográfica;
  8. Coordenar equipes de criação;
  9. Selecionar elenco;
  10. Participar de provas de figurino, maquiagem e adereços;
  11. Participar de sessões de registro e gravação de imagens;
  12. Gerir projeto em conjunto com produção executiva e direção artística;
  13. Gerir estratégias de difusão do projeto em conjunto com produção e direção (mídia, imprensa etc);

Ensaiar coreografia

  1. Experimentar ações, passos, gestos e movimentos;
  2. Experimentar o uso de objetos na dança;
  3. Apreender proposta coreográfica;
  4. Transmitir proposta coreográfica a diferentes elencos;
  5. Fixar sequência de movimentos;
  6. Memorizar ações em seus aspectos sensoriais, cinético, espaciais e rítmicos;
  7. Memorizar situações em seus aspectos sensoriais, cinético, espaciais e rítmicos;
  8. Memorizar movimentos em seus aspectos sensoriais, cinético, espaciais e rítmicos;
  9. Memorizar gestos em seus aspectos sensoriais, cinético, espaciais e rítmicos;
  10. Memorizar sequência de movimentos em seus aspectos sensoriais, cinético, espaciais e rítmicos;
  11. Interagir com parceiros de dança;
  12. Participar de ensaios gerais;
  13. Fazer marcações de luz, som, cena, espaço;

Preparar o corpo para dança

  1. Fazer aulas de diferentes técnicas corporais;
  2. Aperfeiçoar técnicas de dança;
  3. Ampliar a capacidade corporal experimentando várias formas da linguagem da dança;
  4. Aumentar capacidade de suportar esforços físicos por meio de repetições contínuas;
  5. Aumentar capacidade artística por meio de treinamentos específicos;
  6. Avaliar natureza e nível de dificuldade dos movimentos;
  7. Preparar corpo para realização das propostas estéticas;
  8. Adotar medidas profiláticas de preservação física;

Pesquisar movimentos, gestos e dança

  1. Investigar linguagens;
  2. Incorporar diferentes linguagens artísticas;
  3. Levantar material sobre o tema;
  4. Explorar material coletado (objetos, elementos coreográficos, música etc);
  5. Selecionar material coletado (objetos, elementos coreográficos, música etc);
  6. Desenvolver experimentação e improvisos;
  7. Estudar diferentes técnicas, métodos e estilos artísticos;
  8. Registrar processo de pesquisa desenvolvido por meio gráfico, audiovisual etc;

Ensinar dança

  1. Ministrar aulas magnas em dança;
  2. Ensinar técnicas de dança para companhias profissionais;
  3. Reciclar professores de dança;
  4. Ensinar dança para amadores;
  5. Ensinar técnicas corporais;
  6. Ensinar técnicas de dança (balé clássico, moderno, contemporâneo, sapateado, etc);
  7. Ensinar técnicas e métodos de improvisação;
  8. Ensinar técnicas e métodos de composição;
  9. Ensinar técnicas e métodos de criação;
  10. Ensinar técnicas e métodos de análise do movimento;
  11. Realizar oficinas de dança;
  12. Realizar seminários e palestras em dança;

Demonstrar competências pessoais

  1. Desenvolver consciência cinesiológica;
  2. Conhecer seus limites psicofísicos;
  3. Adaptar-se a situações imprevistas;
  4. Demonstrar conhecimento dos componentes do espetáculo (espaço cênico, luzes);
  5. Trabalhar em equipe;
  6. Liderar equipes;
  7. Desenvolver sensibilidade artística;
  8. Desenvolver habilidades para maquiagem, caracterização e uso de adereços;
  9. Manter corpo preparado;
  10. Desenvolver capacidade de observação e percepção;

Recursos para exercício do cargo

  1. Recursos de Trabalho;
  2. Sala de aula com piso adequado à dança;
  3. Aparelho de som;
  4. Softwares específicos;
  5. Material psicoterápico (Bolinhas, elásticos, etc);
  6. Piano;
  7. Espelho;
  8. Barras;
  9. Sapatilhas;
  10. Joelheiras;
  11. Roupas confortáveis;
  12. Câmera filmadora;
  13. Iluminação adequada;
  14. Vídeo;
  15. Maquiagem;
  16. Linóleo;
  17. Figurinos adequados;
  18. Piso apropriado;
  19. Sapatos;
  20. Fitas para linóleo;
  21. Telão;
  22. Material para cenário;
  23. Microfones;
  24. Discos;
  25. TV;
  26. Equipamento cenográfico adequado;
  27. Piso de madeira compensado;
  28. Sala com pé direito alto;
  29. Fitas de vídeo;
  30. Fitas cassete;
  31. Cd´s;
  32. Livros;
  33. Equipamentos de luz;
  34. Internet;

Cargos relacionados

  1. Assistente de coreografia;
  2. Bailarino (exceto danças populares) – Bailarino criador, Bailarino intérprete, Dançarino;
  3. Coreógrafo – Bailarino coreógrafo, Coreógrafo bailarino;
  4. Dramaturgo de dança;
  5. Ensaiador de dança;
  6. Professor de dança – Maître de ballet;

Participaram da Pesquisa

Instituição Conveniada Responsável
Fundação Instituto De Pesquisas Econômicas – Fipe – Usp

Instituições

  • Balé Da Cidade De Sp – Prefeitura De São Paulo
  • Centro Cultural Teatro Guaíra
  • Companhia Será Quê? Ltda.
  • Condança
  • Escola De Dança Ruth Rachou
  • Projeto Axé/centro De Defesa À Criança E Ao Adoles
  • Rede Stagium E Eca-usp
  • Sindicato Dos Artistas Etécnicos Em Espetáculos Sp
  • Unicamp – Instituto De Artes
  • Universidade Anhembi Morumbi

Especialistas

  • Ana Terra (Ana Maria Rodrigues Costas)
  • Angela De Azevedo Nolf
  • Carlos Alberto Teixeira Dos Santos
  • Carlos Martins
  • Cássia Navas Alves De Castro
  • Eliana Martins Cavalcante
  • Holly Elizabeth Cravrell
  • Hugo Andres Patino (Hugo Travers)
  • Lia De Carvalho Robatto
  • Maria Waleska Van Helden
  • Marila Annibelli Vellozo Andreazza
  • Márcia Strazzacappa Hernández
  • Mônica Mion Arruda Alves
  • Rui Moreira Dos Santos
  • Ruth Margarida Da Silva (Ruth Rachou)
  • Sofia Helena Martins Cavalcante
  • Sílvia Maria Geraldi
  • Tércio Marinho Do Nascimento Júnior

Fonte: Ministério do Trabalho

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Em Destaque

Copyright © Emprega Brasil. Todos os direitos reservados.