Conecte-se conosco

Cargos e salários

Engenheiro Eletrônico – O que faz, Salário, Formação, CBO

Veja o que faz, quanto ganha um Engenheiro Eletrônico, onde estão as melhores vagas de emprego para Engenheiro Eletrônico, informações completas do Ministério do Trabalho e Fundação Instituto De Pesquisas Econômicas – Fipe – Usp com a participação de empresas e profissionais do setor de engenharia eletrônica e Recursos Humanos.

A seguir, as informações sobre Engenheiro Eletrônico:

  • Quanto ganha;
  • Jornada de trabalho;
  • Piso salarial;
  • Salário médio;
  • Maior salário;
  • Salário hora;
  • Código da Profissão;
  • Atribuições / descrição do cargo;
  • Formação e experiência;
  • Condições gerais para exercício do cargo;
  • Descrição das atividades;
  • Recursos para exercício do cargo;
  • Cargos relacionados;
  • Participaram da pesquisa;
  • Instituições.

Quanto ganha um Engenheiro Eletrônico

  • Jornada de trabalho: 43h
  • Piso salarial: R$5.184,40
  • Salário médio: R$7.301,97
  • Maior salário: R$11.034,95
  • Salário hora: R$33,93
  • Código da profissão: CBO 214310

Atribuições do cargo de Engenheiro Eletrônico

Executam serviços elétricos, eletrônicos e de telecomunicações, analisando propostas técnicas, instalando, configurando e inspecionando sistemas e equipamentos, executando testes e ensaios. Projetam, planejam e especificam sistemas e equipamentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações e elaboram sua documentação técnica; coordenam empreendimentos e estudam processos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações.

FORMAÇÃO E EXPERIÊNCIA

O exercício profissional requer formação em uma das áreas de Engenharia: elétrica, eletrônica ou telecomunicações ou curso de tecnólogo em uma das áreas, com registro no CREA. O exercício pleno das atividades ocorre, em média, com quatro anos de exercício profissional para os engenheiros e de 1 a 2 anos para os tecnólogos, incluindo tempo de estágio. A manutenção do emprego neste domínio requer de seus profissionais atualização constante.

CONDIÇÕES GERAIS PARA O EXERCÍCIO DO CARGO

Trabalham em ramos de atividade econômica variados. Na área industrial, encontram-se na fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos e eletrônicos e de equipamentos de telecomunicação. É expressiva a presença desses profissionais na atividade de serviços de apoio à indústria, tais como empresas de manutenção, na geração, distribuição e transmissão de energia elétrica, água e gás, e na construção civil. Trabalham em empresas pequenas, médias e grandes nas áreas pública e privada, como empregados ou prestadores de serviços. Suas atividades costumam se desenvolver em equipe multidisciplinar com supervisão ocasional. Em algumas atividades, podem estar submetidos a condições especiais de trabalho, por exemplo, grandes alturas, altas temperaturas, ruído intenso, exposição a material tóxico, alta tensão e radiação.

Leia:  Assistente de laboratório industrial salário e atribuições CBO 8181-05

Código internacional CIUO88
2143 – Ingenieros electricistas
2144 – Ingenieros electronicistas y de telecomunicaciones

Nota
Podem ocorrer casos de engenheiros eletricistas e eletrônicos que também são professores no Ensino Superior ou pesquisadores. Para codificá-los considerar as atividades principais.

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

EXECUTAR SERVIÇOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E DE TELECOMUNICAÇÕES

1 – Analisar propostas técnicas;
2 – Instalar sistemas e equipamentos;
3 – Configurar sistemas e equipamentos;
4 – Executar testes e ensaios;
5 – Capacitar equipes;
6 – Supervisionar operação de sistemas e equipamentos;
7 – Inspecionar sistemas e equipamentos;
8 – Realizar manutenção em sistemas e equipamentos;
9 – Executar perícia em sistemas e equipamentos;
10 – Auditorar sistemas;
11 – Prestar assistência técnica;
12 – Prestar consultoria;

PROJETAR SISTEMAS E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E DE TELECOMUNICAÇÕES

1 – Projetar sistemas de geração de energia;
2 – Projetar sistemas de transmissão de energia;
3 – Projetar sistemas de distribuição de energia;
4 – Projetar sistemas elétricos e eletrônicos industriais;
5 – Projetar sistemas de instrumentação, automação e controle de processos;
6 – Projetar sistemas elétricos e eletrônicos residenciais e comerciais;
7 – Projetar sistemas de telecomunicações;
8 – Projetar redes de comunicação de dados e telefonia;
9 – Projetar sistemas de radiodifusão;
10 – Projetar equipamentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações;
11 – Colaborar na elaboração de projetos;
12 – Desenvolver sistemas;
13 – Desenvolver equipamentos;
14 – Desenvolver ferramentas e técnicas;

ESPECIFICAR EQUIPAMENTOS, SERVIÇOS E SISTEMAS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E DE TELECOMUNICAÇÕES

1 – Determinar escopo da especificação;
2 – Determinar aplicabilidade de normas e regulamentos;
3 – Avaliar tecnologias disponíveis;
4 – Pesquisar novas tecnologias;
5 – Associar tecnologias ao processo;
6 – Determinar características técnicas;
7 – Especificar valores dos parâmetros;
8 – Definir parâmetros de segurança;
9 – Implementar novas tecnologia;

PLANEJAR SISTEMAS E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E DE TELECOMUNICAÇÕES

1 – Definir critérios e metodologias de planejamento;
2 – Estudar mercado;
3 – Avaliar desempenho de sistemas e equipamentos;
4 – Elaborar estudo preliminar de planejamento;
5 – Estudar viabilidade sócio ambiental;
6 – Estudar viabilidade técnica;
7 – Estudar viabilidade econômica;
8 – Definir cronograma físico;
9 – Definir cronograma financeiro;
10 – Propor implementação de sistemas e equipamentos;
11 – Avaliar do planejamento de sistemas e equipamentos;
12 – Colaborar no planejamento de sistemas e equipamentos;

Leia:  Químicos salário e atribuições CBO 2132

ELABORAR DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA DE SISTEMAS E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E DE TELECOMUNICAÇÕES

1 – Elaborar normas técnicas;
2 – Elaborar procedimentos técnicos;
3 – Emitir laudos;
4 – Elaborar planos de manutenção e serviços;
5 – Elaborar rotinas de inspeção e testes;
6 – Elaborar manual de instalação;
7 – Elaborar manuais de operação e manutenção;
8 – Atualizar documentação técnica;
9 – Elaborar relatórios;

COORDENAR EMPREENDIMENTOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E DE TELECOMUNICAÇÕES

1 – Participar da seleção de pessoal;
2 – Controlar alocação de recursos;
3 – Coordenar atividades das equipes;
4 – Controlar cumprimento do cronograma financeiro;
5 – Controlar cumprimento do cronograma físico;
6 – Controlar cumprimento de normas e diretrizes de segurança;
7 – Administrar modificações no projeto original;
8 – Aprovar projetos;
9 – Aprovar serviços;

DESENVOLVER PROCESSOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E DE TELECOM

1 – Criar fluxo do processo;
2 – Criar matriz de relacionamento entre processos;
3 – Modelar matematicamente processos;
4 – Simular modelagem de processo;
5 – Analisar processos;

DEMONSTRAR COMPETÊNCIAS PESSOAIS

1 – Demonstrar criatividade;
2 – Demonstrar pró-atividade;
3 – Trabalhar em equipe;
4 – Evidenciar raciocínio lógico;
5 – Demonstrar raciocínio analítico;
6 – Demonstrar capacidade de síntese;
7 – Desenvolver visão espacial;

RECURSOS PARA EXERCÍCIO DO CARGO

  1. Normas, regulamentos e publicações técnicas;
  2. Computadores e periféricos;
  3. Luxímetro (medidor de nível de iluminação);
  4. Vatímetro (medidor de energia reativa);
  5. Detector de alta tensão;
  6. EPI (Equipamento de Proteção Individual);
  7. Termômetro;
  8. Gps;
  9. Multímetro;
  10. Geradores de sinais;
  11. Analisadores de protocolo;
  12. Analisadores de rede;
  13. Analisadores de espectro;
  14. Voltímetro;
  15. Amperímetro;
  16. Telefone/ Celular/ Rádio;
  17. Ferramentas;
  18. Instrumentos de medição;
  19. Calculadora;
  20. Wattímetro;
  21. Calibradores;
  22. Reflectômetro;
  23. Frequencímetro;
  24. Fasímetro;
  25. Gerador de rf (Rádio de frequência);
  26. Gerador de padrões de testes;
  27. Softwares Básicos E Específicos;
  28. Acesso A Internet, E-mail E Rede;
  29. Osciloscópio;

CARGOS RELACIONADOS

1 – Engenheiro eletricista – Engenheiro eletrotécnico, Engenheiro elétrico;
2 – Engenheiro eletrônico;
3 – Engenheiro eletricista de manutenção – Engenheiro de manutenção elétrica;
4 – Engenheiro eletricista de projetos – Engenheiro de projetos elétricos, Engenheiro eletrotécnico de projetos;
5 – Engenheiro eletrônico de manutenção – Engenheiro de manutenção eletrônica;
6 – Engenheiro eletrônico de projetos – Engenheiro de projetos eletrônicos;
7 – Engenheiro de manutenção de telecomunicações;
8 – Engenheiro de telecomunicações – Engenheiro de comutação, Engenheiro de transmissão, Engenheiro de tráfego telefônico;
9 – Engenheiro projetista de telecomunicações – Engenheiro de projetos de telecomunicações, Engenheiro de projetos de telefonia;
10 – Engenheiro de redes de comunicação – Engenheiro de sistemas de comunicação;
11 – Tecnólogo em eletricidade – Engenheiro operacional em eletrotécnica;
12 – Tecnólogo em eletrônica;
13 – Tecnólogo em telecomunicações – Especialista em telecomunicações ( tecnólogo ), Tecnólogo em redes de telecomunicações, Tecnólogo em sistemas de telecomunicações, Tecnólogo em telemática;

Leia:  Salário Família

PARTICIPARAM DA PESQUISA

  • Alexandre Sicchieroli Soares;
  • Anderson Fabiano Batista Ferreira Da Costa;
  • Antônio Carlos Catai;
  • Carlos Alberto Resende De Andrade;
  • Carlos Maciel;
  • Cristiano Miranda Correia Lima;
  • Daniella Dias C. Da Silva;
  • Danilo Marques Aimola;
  • Dilmar Malheiros Meira;
  • Ednardo Moraes Da Costa;
  • Eduardo Da Mota Jardim;
  • Eronides Alves De Oliveira;
  • Franklin De Carvalho Santos;
  • Hélio Marques Sobrinho;
  • Jackson Coutinho Pereira;
  • José Silvério Barbosa;
  • Juliano Coelho Santos;
  • Luciano Assirio Bossi;
  • Luíz Antônio Consenza;
  • Paulo Roberto Coelho Gomes;
  • Ricardo Clemente De Souza;
  • Wagner Delgado Costa Reis

INSTITUIÇÕES

  • 641 TVP JOÃO PESSOA S.A.
  • COMÉRCIO E SERVIÇOS DE TELECOM S/A;
  • Centro De Pesquisas Da Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras-cenpes);
  • Cisco Do Brasil;
  • Companhia De Saneamento De Minas Gerais (Copasa);
  • Companhia Energética Do Estado De Minas Gerais (Cemig);
  • Companhia Siderúrgica De Tubarão (Cst);
  • Conselho Regional De Engenharia E Arquitetura De Minas Gerais (Crea-mg);
  • Conselho Regional De Engenharia E Arquitetura Do Rio De Janeiro (Crea-rj);
  • Eletrotil Materiais Elétricos Ltda.;
  • Empresa Brasileira De Telecomunicações S.A. (Embratel);
  • INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA (IFPB);
  • Serviço Federal De Processamento De Dados (Serpro);
  • Sindicato Dos Tecnólogos Do Estado De São Paulo;
  • Starix Informática Ltda.;
  • Telemar Norte Leste S.A.;
  • Usinas Siderúrgicas De Minas Gerais S.A. (Usiminas);

Instituição Conveniada Responsável

Fundação Instituto De Pesquisas Econômicas – Fipe – Usp

Fonte: Ministério do Trabalho

Glossário
CAD – Sigla em inglês para Computer-Aided Design – que significa projeto auxiliado por computador: conjunto de técnicas, programas e equipamentos especializados, us. para a realização computadorizada de projetos de arquitetura ou de engenharia (Aurélio) CAM: Computer-Aided Manufacturing – fabricação auxiliada por computador. CAE: Computer-Aided Engineering – Engenharia auxiliada por computador.

Emprega Brasil, seu canal oficial de informações e oportunidades mercado de Trabalho!

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tendências