Conecte-se conosco

Cargos e salários

Professor de matemática financeira ensino superior – O que faz, Salário, Formação, CBO

Veja o que faz, quanto ganha um Professor de matemática financeira (no ensino superior), onde estão as melhores vagas de emprego para professor de matemática financeira, informações completas do Ministério do Trabalho e Fundação Instituto De Pesquisas Econômicas – Fipe – Usp com a participação de empresas e profissionais do setor de matemática, educação e Recursos Humanos.

SEJA NOSSO REVENDEDOR E GANHE ATÉ R$ 27 mil MÊS
Chegou ao Brasil o Roteador inteligente que paga entre R$ 0,18 a 2,00 por cada pessoa que acessar sua internet wi-fi (alcance 50 mts), excelente para empresas, condomínios, residências e locais de grande fluxo. Um estabelecimento que recebe em média mil pessoas por dia pode ganhar até R$ 60 Mil mensais só compartilhando a internet. Trabalho a partir de Casa : FAÇA SEU CADASTRO NA WIBOX

A seguir, as informações sobre Professor de Professor de matemática financeira ensino superior:

  • Quanto ganha;
  • Jornada de trabalho;
  • Piso salarial;
  • Salário médio;
  • Maior salário;
  • Salário hora;
  • Código da Profissão;
  • Atribuições / descrição do cargo;
  • Formação e experiência;
  • Condições gerais para exercício do cargo;
  • Descrição das atividades;
  • Recursos para exercício do cargo;
  • Cargos relacionados;
  • Participaram da pesquisa;
  • Instituições.

Quanto ganha um Professor de matemática financeira ensino superior

  • Jornada de trabalho: 17h
  • Piso salarial: R$2.314,05
  • Salário médio: R$3.259,23
  • Maior salário: R$4.925,44
  • Salário hora: R$37,55
  • Código da Profissão: CBO 234105

Atribuições do cargo de professor de Professor de matemática financeira ensino superior

Lecionam matemática, estatística e computação, realizam pesquisas, produzem trabalhos acadêmicos em sua área de competência; orientam alunos, planejam e implementam cursos e disciplinas, avaliam desempenho do aluno, de programas e instituições. Coordenam atividades acadêmicas e científicas. Podem prestar assessoria nas áreas técnica e científica e colaborar em atividades institucionais.

FORMAÇÃO E EXPERIÊNCIA

O exercício dessas ocupações requer ensino superior completo e títulos de pós-graduação ou especialização na área. É comum o ingresso e a progressão na carreira por intermédio de concursos, principalmente, na área pública. O pleno desempenho das atividades, como professor-titular, geralmente ocorre após cinco anos de experiência.

CONDIÇÕES GERAIS PARA O EXERCÍCIO DO CARGO

Trabalham nas áreas da estatística, da computação, da matemática pura e aplicada e da pesquisa operacional, lecionando em faculdades e universidades públicas ou privadas, como estatutários ou assalariados com carteira assinada. Atuam, geralmente, de forma individual e em algumas atividades podem estar sujeitos ao estresse.

Código internacional CIUO88
2310 – Profesores de universidades y otros establecimientos de la enseñanza superior
2359 – Otros profesionales de la enseñanza, no clasificados bajo otros epígrafes

Nota
No mercado de trabalho é comum ocorrerem casos de profissionais que exercem, concomitantemente, funções de professor universitário e pesquisador. Para codificá-los, considerar a atividade principal.

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

LECIONAR MATEMÁTICA, ESTATÍSTICA, COMPUTAÇÃO

1 – Ministrar aulas presencialmente ou à distância;
2 – Preparar material suporte: didático, laboratório e outros;
3 – Recorrer a exemplos, conteúdos e aplicações de várias áreas do conhecimento;
4 – Organizar atividades práticas (sala de aula, campo e laboratório);
5 – Atender extra-classe para esclarecimentos complementares;
6 – Preparar aulas e avaliações

REALIZAR PESQUISAS

1 – Levantar questões a serem investigadas;
2 – Investigar o estado da arte do tema proposto;
3 – Elaborar projetos;
4 – Elaborar o referencial teórico-metodológico da pesquisa;
5 – Desenvolver teorias;
6 – Testar hipóteses;
7 – Modelar fenômenos, dados e processos;
8 – Coletar e analisar dados;
9 – Montar bancos de dados;
10 – Desenvolver software, algorítimos, programas, linguagens, sistemas operacionais e outros;
11 – Desenvolver hardware: equipamentos e componentes computacionais;
12 – Averiguar adequação de modelos visando à validação;
13 – Utilizar simulação numérica em testes de hipóteses, compreensão de fenômenos e validação de modelos;
14 – Construir protótipos de modelos e produtos;
15 – Interpretar resultados;
16 – Idealizar planejamentos estatísticos de experimentos;
17 – Interagir com pesquisadores de outros grupos de pesquisa;

Leia  Assistente de biblioteca salário e atribuições CBO 3711-05

PRODUZIR TRABALHOS ACADÊMICOS (TÉCNICOS, DIDÁTICOS E CIENTÍFICOS)

1 – Escrever livros técnicos, científicos e didáticos;
2 – Escrever artigos técnicos científicos;
3 – Traduzir livros e artigos técnicos, didáticos e científicos;
4 – Editar livros e revistas;
5 – Produzir software e hardware;
6 – Produzir vídeos científicos, didáticos e institucionais;
7 – Produzir textos didáticos;
8 – Preparar apresentações, demonstrações e exposições;
9 – Produzir relatórios técnicos e de pesquisa;

ORIENTAR ALUNOS

1 – Orientar alunos em atividade de iniciação científica;
2 – Orientar doutorandos;
3 – Orientar estágios;
4 – Orientar mestrandos;
5 – Orientar monografias de conclusão de curso;
6 – Orientar estágios de pós-doutorado;
7 – Orientar auxiliares de ensino (graduados);
8 – Orientar estágios docentes (Ped-Capes);
9 – Orientar alunos monitores (graduandos);
10 – Co-orientar alunos em atividades de pesquisa e pós-graduação;
11 – Orientar a vida acadêmica dos alunos;
12 – Orientar alunos para a criação de novos empreendimentos;
13 – Orientar estudantes para competições acadêmicas;

PLANEJAR E IMPLEMENTAR CURSOS E DISCIPLINAS

1 – Elaborar projetos pedagógicos;
2 – Planejar disciplinas;
3 – Projetar laboratórios de ensino;
4 – Implementar laboratórios de ensino;
5 – Revisar periodicamente a grade curricular;
6 – Propor novos métodos de ensino;
7 – Indicar livros, periódicos, revistas, software, anuários e manuais;
8 – Definir o perfil do corpo docente e discente;
9 – Elaborar critérios para admissão de alunos;
10 – Elaborar cursos de aperfeiçoamento;
11 – Elaborar cursos de especialização;
12 – Elaborar cursos de extensão;

AVALIAR DESEMPENHO ACADÊMICO, PROGRAMAS E INSTITUIÇÕES

1 – Avaliar o desempenho do aluno;
2 – Avaliar cursos de ensino superior para órgãos governamentais;
3 – Emitir pareceres técnicos sobre livros e artigos submetidos à publicação;
4 – Avaliar projetos e relatórios para órgãos de fomento e outras organizações;
5 – Participar de bancas examinadoras de concursos e títulos acadêmicos;
6 – Avaliar o desempenho funcional de seus pares;
7 – Avaliar continuamente a qualidade de cursos e disciplinas;
8 – Emitir parecer para processos de convalidação de disciplinas e diplomas;

COORDENAR ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICAS

1 – Coordenar a política científica de bibliotecas;
2 – Coordenar cursos de graduação;
3 – Coordenar cursos de extensão;
4 – Coordenar a política científica de laboratórios;
5 – Coordenar cursos de pós-graduação;
6 – Coordenar grupos de trabalho em associações científicas;
7 – Coordenar projetos de pesquisa, ensino e extensão;
8 – Coordenar eventos científicos;
9 – Coordenar disciplinas oferecidas simultaneamente à várias turmas;

Leia  Engenheiro mecânico - O que faz, Salário, Formação, CBO

PRESTAR ASSESSORIA NAS ÁREAS ACADÊMICA, TÉCNICA E CIENTÍFICA

1 – Integrar o corpo editorial de publicações científicas;
2 – Exarar pareceres técnicos para fins legais e outros;
3 – Assessorar a elaboração de trabalhos acadêmicos;
4 – Assessorar profissionais de diversas áreas;
5 – Assessorar pesquisas da comunidade;
6 – Assessorar instituições de ensino superior na adequação de seus cursos aos parâmetros do MEC;
7 – Assessorar a criação de empresas-juniores;
8 – Assessorar as atividades das empresas-juniores;
9 – Realizar diagnósticos sociodemográficos;
10 – Assessorar a otimização do gerenciamento de sistemas complexos;
11 – Assessorar a coleta, tratamento, análise e interpretação de dados;
12 – Assessorar, cientificamente, a organização de eventos;
13 – Assessorar na solução de problemas que envolvam a implantação de sistemas computacionais;
14 – Assessorar organizações na incorporação de novas metodologias e tecnologias;
15 – Assessorar nas etapas de planejamento, realização e análise de resultados de pesquisa;
16 – Transferir conhecimento para empresas e outros órgãos;
17 – Assessorar no desenvolvimento de produtos através de convênios;

COLABORAR EM ATIVIDADES INSTITUCIONAIS

1 – Participar da organização de processos de seleção;
2 – Dirigir unidades acadêmicas;
3 – Chefiar departamentos;
4 – Participar de comissões;
5 – Gerir projetos de ensino, pesquisa e extensão;
6 – Representar a categoria em órgãos colegiados;
7 – Participar de comissões de organização de eventos;
8 – Participar da administração de associações científicas;
9 – Participar da administração de órgãos de classe;
10 – Buscar fontes de financiamento;
11 – Implantar laboratórios;
12 – Realizar intercâmbios técnico-científicos;
13 – Estabelecer parcerias com organizações da sociedade civil;

COMUNICAR-SE

1 – Realizar visitas científicas;
2 – Disponibilizar material didático ´on line´;
3 – Utilizar correio eletrônico (e-mail);
4 – Disponibilizar ´on-line´ artigos, relatórios e software;
5 – Escrever artigos de opinião na imprensa;
6 – Divulgar trabalhos em revistas e periódicos;
7 – Dar entrevistas a órgãos de imprensa sobre assuntos de sua especialidade;
8 – Participar de eventos científicos;
9 – Proferir palestras;
10 – Escrever resenhas;
11 – Criar lista de discussão;
12 – Divulgar na comunidade as atividades de matemática, estatística e computação;
13 – Disseminar resultados de pesquisa;

DEMONSTRAR COMPETÊNCIAS PESSOAIS

1 – Expressar-se com clareza, verbalmente e por escrito;
2 – Dominar sua área de conhecimento;
3 – Trabalhar em equipe;
4 – Manter-se atualizado;
5 – Motivar o aluno para o aprendizado e para a pesquisa;
6 – Buscar e assimilar teorias e novas tecnologias;
7 – Empreender projetos em negócios;
8 – Trabalhar interdisciplinarmente;
9 – Manifestar empatia;
10 – Demonstrar criatividade;
11 – Reformular suas idéias;
12 – Detectar novas possibilidades de aplicação dos resultados de pesquisa;
13 – Demonstrar objetividade;
14 – Raciocinar logicamente: abstrair, analisar, sintetizar e concluir;
15 – Dar concretude aos conceitos abstratos;
16 – Relacionar teoria à prática;
17 – Diagnosticar necessidades técnicas de alunos e usuários da matemática, estatística e computação;
18 – Constituir grupos de pesquisa

Leia  Médico Clínico - O que faz, Salário, Formação, CBO

RECURSOS PARA EXERCÍCIO DO CARGO

  1. Computador;
  2. Livros;
  3. Datashow;
  4. Instrumentos de medida;
  5. Componentes eletrônicos;
  6. Placas de prototipação;
  7. Artigos e revistas;
  8. Calculadora;
  9. Videotv (Vca);
  10. Videoconferência;
  11. Bancos de dados;
  12. Retroprojetores;
  13. Giz e quadro;
  14. Software;
  15. Reprografia;
  16. Papel, lápis, caneta;
  17. Internet;
  18. Transparência;
  19. Impressoras;

CARGOS RELACIONADOS

  1. Professor de matemática aplicada (no ensino superior) – Professor de cálculo numérico (no ensino superior), Professor de matemática financeira (no ensino superior), Professor de teoria matemática de sistemas (no ensino superior);
  2. Professor de matemática pura (no ensino superior) – Professor de matemática (no ensino superior), Professor de álgebra linear (no ensino superior);
  3. Professor de estatística (no ensino superior) – Professor de amostragem estatística (no ensino superior);
  4. Professor de computação (no ensino superior) – Professor de informática (no ensino superior);
  5. Professor de pesquisa operacional (no ensino superior);

PARTICIPARAM DA PESQUISA

  • Aloísio Ferreira Neves
  • Armando Infante
  • Edna Barros
  • Eduardo De Sequeira Esteves
  • Geraldo Nunes Da Silva
  • Geraldo Pompeu
  • Jorge Alberto Achar
  • José Marcos Pinto Da Cunha
  • José Matias Lima
  • Luciano Barbanti
  • Marcelo De Almeida Maia
  • Margarida P. De Mello
  • Moema Gonçalves Bueno Fígoli
  • Nancy Lopes Garcia
  • Paulo Afonso Faria Da Veiga
  • Paulo Feofiloff
  • Rodney Bassanezzi
  • Sandra Augusta Santos
  • Vera Lúcia Da Rocha Lopes
  • Wanderley Lopes De Souza

INSTITUIÇÕES

  • Centro De Ciências Exatas E De Tecnologia Da Universidade Federal De São Carlos (Ccet-ufscar);
  • Centro De Informática – Universidade Federal De Pernambuco;
  • Departamento De Matemática Do Instituto De Ciências Exatas Da Ufmg;
  • Drogaria E Perfumaria Tomaz Ltda.;
  • Escola Nacional De Ciências Estatíticas (Ence-ibge);
  • Instituto De Ciências Exatas E Biológicas Da Universidade Federal De Ouro Preto (Iceb-ufop);
  • Instituto De Ciências Matemáticas E De Computação (Icmc-usp-são Carlos);
  • Instituto De Matemática Pura E Aplicada (Impa);
  • Instituto De Matemática, Estatística E Computação Científica (Imeec-unicamp)
  • Universidade De São Paulo (Usp)
  • Universidade Estadual De Campinas (Unicamp)
  • Universidade Estadual Paulista Júlio De Mesquita Filho (Unesp)
  • Universidade São Francisco (São Paulo)

Instituição Conveniada Responsável

Fundação de Desenvolvimento da Unicamp – Funcamp

Fonte: Ministério do Trabalho

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda Wibox

Posts Recentes

Ganhar dinheiro com Blog Ganhar dinheiro com Blog
Dinheiro6 meses ago

Como ganhar dinheiro com blog

Nos dias de hoje, ganhar dinheiro com blog, trabalhando unicamente no conforto de sua residência pode se tornar uma realidade....

Dinheiro Extra Dinheiro Extra
Dinheiro6 meses ago

Dinheiro Extra

Na hora de organizar as finanças, sabemos que qualquer adicional no final do mês já é capaz de fazer uma...

Dinheiro6 meses ago

Finanças Pessoais

Finanças pessoais para muitos, tornou-se sinônimo de pesadelo. A boa notícia é que não há nenhum segredo oculto para administrar essa...

Crédito Pessoal Crédito Pessoal
Dinheiro6 meses ago

Crédito Pessoal

O crédito pessoal nada mais é do que um empréstimo realizado para pessoas físicas. Diversas empresas e instituições bancárias oferecem...

Dinheiro6 meses ago

Empréstimo Pessoal Online

O surgimento de muitas empresas de crédito propiciaram vantagens ao trabalhador endividado. Uma delas é o empréstimo pessoal, que o...

Gerenciador Financeiro Gerenciador Financeiro
Dinheiro6 meses ago

Gerenciador Financeiro

Controlar com cuidado o próprio dinheiro é a melhor forma de saber onde os gastos estão indo, como melhorar e...

Dinheiro6 meses ago

Simulador de Financiamento

Simular um financiamento é a melhor forma de saber o quanto você terá que pagar em cada parcela, estabelecer a...

Empréstimo Pessoal Empréstimo Pessoal
Dinheiro6 meses ago

Empréstimo Pessoal

O empréstimo pessoal sempre é uma solução buscada em momentos de grande sufoco e apesar de ser uma alternativa muito...

Dinheiro6 meses ago

Como Juntar Dinheiro

Muitas vezes nossos sonhos demandam de certa quantia de dinheiro para serem realizados. No entanto, juntar esse valor parece ser...

O que fazer para Ganhar Dinheiro O que fazer para Ganhar Dinheiro
Dinheiro6 meses ago

O que fazer para Ganhar Dinheiro

Nem sempre a renda fixa do trabalho é o suficiente para alcançar objetivos financeiros. Por isso, muitas pessoas buscam uma...

Propaganda Wibox

Tendências