Empreendedorismo

Feira do Empreendedor, inscrições para Visitantes e Expositores

 

 

 

By  | 11/11/2017

Abrir um novo negócio não é tarefa fácil. É preciso estudar o mercado, definir preços, logística e reunir uma infinidade de outras informações. Felizmente os empreendedores brasileiros não estão sozinhos nessa missão. O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) realiza todos os anos, gratuitamente, uma feira que reúne boa parte das informações necessárias a quem deseja empreender. Trata-se da Feira do Empreendedor.

feira do empreendedor

A Feira do Empreendedor conta com palestras, consultorias e oportunidades de negócio. Trata-se de um ambiente incrivelmente rico de aprendizado e network. Para quem já está mais avançado na missão de empreender, é possível sair da feira até mesmo com um negócio já montado, por meio de franquias.

A Feira

A Feira do Empreendedor Sebrae acontece em várias cidades do País, a exemplo de São Paulo (a maior de todas, com cerca de 150 mil visitantes), Belo Horizonte, Palmas, Joinville, Rondonópolis, Maceió e Salvador.

Desde sua criação, há mais de vinte anos, já foram realizadas mais de 140 edições do evento. Trata-se da maior exposição de empreendedorismo do mundo, com um total de 2 milhões de visitantes.

As edições locais sofrem pequenas mudanças para atender ao perfil do empreendedor de cada estado, mas todas as Feiras têm algo em comum: oferecem a empreendedores a possibilidade de adquirir equipamentos ou abrir negócios com baixo investimento inicial.

Durante o evento os empresários podem obter informações sobre diferentes segmentos da economia local, entrar em contato com fornecedores e avaliar como funciona a abertura de franquias, dentre outros benefícios.

Os espaços são gigantescos. A Feira realizada em São Paulo, por exemplo, tem em média 40 mil m² e mais de 400 expositores.

Números relevantes da Feira do Empreendedor

  • Quase 200 mil inscritos online
  • R$ 15 milhões em negócios gerados
  • 50 mil pessoas capacitadas
  • Retorno de Investimento de 35% para os expositores
  • Mais de 400 expositores.
  • Investimento de R$ 12 milhões para a montagem da Feira

Oportunidades de aprendizagem

Oportunidades Feira do Empreendedor

Cada Feira tem sua própria programação, que respeita as diferenças entre os mercados. Mas alguns temas são de interesses universais e recorrentes.

  • Franquias

No segmento de franquias, por exemplo, há palestras sobre como comprar, passos para escolher uma franquia e dicas de como avaliar uma franquia.

  • Exportação e internacionalização

Quem deseja vender fora do País pode encontrar palestras sobre oportunidades de negócios no exterior, métodos e ferramentas para a internacionalização das micro e pequenas empresas, plano de ação para exportações, além de aulas sobre exportações e importações através de comerciais exportadoras e importadoras.

VOCÊ VIU?  Sebrae RS

Outras palestras ensinam a estruturar um departamento de exportações ou logística internacional e a planejar a entrada em um mercado internacional.

Informações importantes são passadas em aulas sobre macrotendências globais de consumo, construção de marcas internacionais; tendências do varejo em 2017 nos EUA, América Latina, Europa, Ásia e África; e como obter sucesso no maior mercado consumidor do mundo, os Estados Unidos.

Outros temas comuns nas Feiras do Empreendedor são oportunidades para o produto brasileiro no mercado mundial, vantagens do processo de internacionalização de empresas para os Estados Unidos e ações para ampliar a competitividade da sua empresa no exterior.

  • Comércio eletrônico

É bastante provável que em sua cidade aconteça uma palestra sobre estratégias digitais para acessar o mercado internacional, mas elas são bastante disputadas e com vagas limitadas.

  • Startups

Se você está começando um negócio novo, não deixe de assistir às palestras direcionadas às startups. Há mentorias, programas internacionais, dicas para captação de recursos; análises de oportunidades, novos mercados e cases de startups inovadoras; oportunidade para startups em IoT, serviços em nuvem, inteligência artificial e educação; dicas de como aproveitar oportunidades em negócios digitais, e ensinamentos sobre como escolher uma plataforma de loja virtual.

  • Sustentabilidade

No âmbito da sustentabilidade destacam-se as palestras sobre plano de negócios circular, oportunidades de negócio com hortas urbanas e conceitos de sustentabilidade aplicados ao sistema-produto.

  • Outras capacitações

Não encontrou sua área de atuação? Não se preocupe. A Feira do Empreendedor conta ainda com palestras sobre gestão de restaurantes, oficinas mecânicas, salões de beleza, papelarias, minimercados e passos para montar um ecommerce.

Há ainda capacitações mais genéricas. Exemplos incluem aulas de como construir um plano de ação financeira ou como vender para os governos federal e estadual.

  • Lazer

A Feira se preocupa também em oferecer momentos de lazer aos visitantes, mas sempre tendo o empreendedorismo como pano de fundo. Uma das atrações é uma sala de cinema que exibe filmes inspiradores, como “Jobs”, “Na natureza selvagem”, “O homem que mudou o jogo” e “Perdido em Marte”.

VOCÊ VIU?  O que é empreendedorismo

Como participar da Feira do Empreendedor – visitante

Todas essas capacitações estão disponíveis gratuitamente para os empreendedores. Para participar de cada aula ou exposição, basta se inscrever no site do Sebrae. Mas atenção: as vagas de cada palestra são limitadas e respeitam à ordem de chegada na Feira, mesmo para quem se inscreveu online. Chegue cedo ou corre o risco de não encontrar lugar.

Como participar da Feira do Empreendedor – expositor

Quem já tem um negócio consolidado pode aproveitar a Feira do Empreendedor para ampliar a empresa, adquirir novos clientes ou se tornar mais conhecido. Os expositores devem atender aos objetivos do Sebrae, que são:

  • Estimular o surgimento de novos empreendimentos
  • Difundir o empreendedorismo;
  • Prestar esclarecimentos e orientação;
  • Expor soluções e inovações visando a sustentabilidade e competitividade da micro e pequena empresa

Os espaços na Feira são vendidos pelo Sebrae. Mas não basta ter recursos. É preciso também se adequar aos critérios exigidos. Esses critérios são formulados de modo a obrigar cada expositor a fornecer, no evento, uma oportunidade de negócio.

Critérios para ser expositor na Feira do Empreendedor

ParticipParticipe da Feira do Empreendedor

O Sebrae define “oportunidade de negócio” como uma ação que gera uma oportunidade de implementação ou aperfeiçoamento de uma atividade econômica, de forma a viabilizar o surgimento de novos empreendimentos ou a gerar o crescimento das micro e pequenas empresas.

Os expositores da Feira devem, dessa forma, incentivar empreendimentos nos ramos da indústria, comércio, franquias, serviço e agronegócio.

Podem se candidatar aos espaços empresas que, por exemplo, vendam equipamentos que propiciem geração de renda, criação de uma nova empresa ou a ampliação da empresa existente.

Outros postos estão abertos a empresas que estejam em busca de representantes, revendedores e distribuidores; franqueadoras e licenciadoras de marcas e produtos.

O Sebrae abre espaço também para companhias que desejam formalizar parcerias, joint-ventures, prospectar novos sócios ou expandir sua rede. Por fim, há uma área especial dedicada às empresas focadas em sustentabilidade.

Se você se encaixa nesse perfil, fique de olho no site do Sebrae para saber quando começam as inscrições. Os expositores devem ter uma empresa legalmente constituída, com sede no Brasil.

Lembre-se: as propostas precisam ciar oportunidades de negócios para micro e pequenas empresas. Empresas com oportunidades de negócios que beneficiem mais de um setor (indústria, comércio, serviço, agronegócios) terão preferência.

VOCÊ VIU?  Sebrae SP

Preços

Pequenas e microempresas que tiverem a sorte de ter sua proposta aceita pelo Sebrae precisarão pagar cerca de R$ 5 mil para um estande de 12 m ². No caso de empresas médias ou grandes, o valor é de R$ 11 mil.

Esse é o preço de referência para a edição de São Paulo, a maior do Brasil. Edições em mercados menores contam com preços mais baratos.

Em média, cerca de 42% dos expositores fecham algum negócio na Feira. A maior parte dos negócios fechados estão relacionados a franquias, seguida por expositores de máquinas e equipamentos e, logo depois, o segmento de negócios online. É importante ressaltar que o setor de serviços é o que menos gera negócios.

Pesquisa realizada pelo próprio Sebrae revelou que 81% dos expositores voltariam a expor ou patrocinar o evento. A nota média da Feira é de 8,5 (em uma escala de zero a dez). Cerca de 92% dos expositores recomendariam a Feira do Empreendedor.

Mostre que você está por dentro do empreendedorismo e compartilhe esse artigo nas redes sociais.

Receba vagas e artigos no email. É grátis!

Emprega Brasil

Emprega Brasil, site de empregos, trabalho e renda.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *