Ideias de Negócios

Como montar fábrica de embalagens de alumínio para alimentos

 

 

 

By  | 10/11/2017

Saiba como montar uma fábrica de embalagens de alumínio para alimentos lucrativa, gastando pouco e sem cometer errros, ganhe muito dinheiro fazendo embalagens para marmitex, aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

Ficha Técnica
Setor: Indústria
Tipo de Negócio: Indústria de Fabricação de Embalagens de Alumínio para Transporte de Refeições.
Investimento: R$ 45 mil
Área Mínima: 60 m²

 

A indústria brasileira de alimentos vem apresentando, nos últimos anos, um expressivo crescimento. O setor de refeições prontas tem-se desenvolvido bastante e isso se deve, basicamente, à ação dos pequenos negócios, que são responsáveis por uma grande parcela da produção colocada no mercado. Nesse cenário de rápido crescimento surgiram oportunidades de investimentos ligadas ao setor, mais especificamente às atividades que exploram as chamadas refeições rápidas – restaurantes self-service, lanchonetes fast food, etc. A fabricação de embalagens de alumínio, conhecidas vulgarmente por quentinhas ou marmitex , beneficia-se desse desenvolvimento, pois fornece um produto fundamental para essas atividades.

 

Oportunidade – Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

A oportunidade de instalação deste tipo de indústria está em regiões ou cidades com grande densidade populacional e com grande concentração de empresas alimentícias que usam embalagens de alumínio.

 

Riscos – Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

Os riscos de instalação podem ser resumidos em dois pontos fundamentais: Mercado dominado por grande empresas e a dificuldade para comprar matéria-prima ou negociar os prazos de pagamento. Um aspecto que acaba exigindo um capital de giro maior para começar o negócio.

 

Mercado – Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

CONSUMIDOR. São os pequenos restaurantes self service , as lanchonetes com opção para viagem, as cozinhas caseiras que servem refeições, distribuidoras, atacadistas, restaurantes, lanchonetes, bufês, pequenos supermercados, empresas de refeições coletivas, cozinhas industriais, fornecedores de alimentos para viagem, etc.

 

FORNECEDOR. Os fornecedores de equipamentos são as menores metalúrgicas ,capazes de produzir as máquinas de acordo com sua encomenda. O alumínio 0,25 a 0,30 mm pode ser comprado nos representantes ou atacadistas especializados.

 

CLIENTES. De acordo com empresário do ramo, os clientes podem ser de vários tipos, tais como: bares, restaurantes, temos até lojas de produtos descartáveis, cozinhas industriais, postos de gasolina.

 

CONCORRÊNCIA. Além das grandes indústrias, são concorrentes também pequenos negócios, legalizados ou não. Para analisar a concorrência, é preciso observar a existência de pequenas fábricas, seus volumes de produção, a qualidade de produtos e seus preços médios. Se possível, analisar ainda a fatia do mercado de cada um.

 

LOCALIZAÇÃO. A fábrica deve ser instalada em local que disponha da infra-estrutura básica e onde o Plano Diretor Urbano (PDU) da prefeitura permita.

 

ÁREA. O imóvel sugerido é um galpão ou barracão de 60 m2, mas desde que observada a Lei de zoneamento do município, o negócio também pode ser instalado em salas comerciais, garagens ou residências.

 

EQUIPAMENTOS. As máquinas e quantidades necessárias para a produção sugerida a seguir (96 mil unidades mensais) são as seguintes: 01 Prensa Semi Automática com capacidade para 1. 200 unidades/h; 01 cortadeira circular semi automática; 01 Guilhotina automática; 01 Mesa da madeira 2,00 x 0,90 m; 02 armários para estocar produtos básicos.

 

INVESTIMENTO. O investimento inicial é estimado em US$ 28 mil e envolve máquinas, equipamentos e uma reserva capital de giro para o primeiro mês de funcionamento.

 

DISPOSIÇÃO DOS EQUIPAMENTOS. Nos fundos da indústria devem ficar os equipamentos básicos: prensa semi-automática, cortadeira circular e guilhotina. Ao lado da prensa, é colocada uma mesa grande de madeira (2,00 x 0,90 m). No centro, dividindo a área em dois ambientes, fica um armário para estoques dos materiais acabados.

VOCÊ VIU?  Fábrica de caldo de cana

 

Processo produtivo – Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

As embalagens de alumínio do tipo “marmitex ou quentinha” são feitos por um processo simples, já que a matéria-prima será comprada diretamente do produtor. Primeiramente, o produtor irá comprar as bobinas de folha de alumínio já prontas, irá colocar a bobina em um cavalete, com uma roldana que facilitará o corte da folha na largura adequada a embalagem. Depois, de cortadas, as folhas passam pela cortadeira circular para dar a forma final. Para dar o acabamento final, essas peças circulares passam por uma prensa semi-automática. A fabricação das marmitas necessita de dois tipos de alumínio, uma para a parte onde irá acondicionar o alimento e outra para fazer a tampa. A fabricação da tampa é mais simples já que só irá passar pela guilhotina e pela cortadeira circular.

 

Volume de produção – Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

Para o volume de produção previsto (96 mil unidades/mês) há exigência de jornada de trabalho de 8 horas por dia, durante 24 dias por mês. Deve ser estipulado um programa de produção constando a quantidade diária de peças produzidas, plano de produção e previsão de máquinas necessárias para essa produção. Aconselhamos que sejam produzidas em média 4000 peças por dia ou 96000 unidades mensais, dentre as quais poderão ser planejadas como segue Embalagens de alumínio nº 7, produção mensal de 19.200 unidades; Embalagens de alumínio nº 8, produção mensal de 67.200 unidades e embalagens de alumínio nº 9, produção mensal de 9.600 unidades.

 

Controlando as perdas – Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

Algumas empresas adotam como mecanismo de controle das perdas a aplicação de diversos testes e ensaios antes de iniciar a produção. O objetivo é o melhor aproveitamento do insumo básico, já que o índice de perda nesse ramo gira em torno dos 30%. A compreensão fica fácil quando se lembra que é a partir de folhas em formato quadrado que saem os marmitex de formato (nada mais nada menos que) redondo. Assim, com tal nível de perdas inerente à atividade, o empresário do segmento não pode se arriscar a ter outras fontes de evasão de recursos, como inadimplência de clientes. Um conselho é selecionar bem a clientela. É melhor manter uma carteira menor, mas com fregueses confiáveis.

 

MÃO DE OBRA. Não há necessidade de mão de obra especializada, já que os equipamentos são simples e de fácil operação.

 

Matéria Prima – Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

A matéria-prima é composta de alumínio em duas espessuras : 0,30 mm para a base e 0,25 mm para a tampa. Sua aquisição deve ser cuidadosa, é bom lembrar que o valor negociado para a compra da matéria-prima é um dos fatores que separa, de forma extremamente tênue, o lucro do prejuízo. É que o alumínio, principal matéria-prima usada e que representa 90% dos custos totais de produção é uma commodity cuja cotação varia conforme o mercado internacional.

 

Casos de sucesso – Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

EMBALAGENS PARA MARMITAS – A produção de marmitas está abrindo campo para novos e pequenos negócios. Para se ter uma ideia, nos últimos três anos, mais da metade das empresas brasileiras que preparavam pratos para seus funcionários terceirizaram a produção. Num setor onde mais de 60% dos negócios são de pequenos empreendimentos. Wilde Aran é um dos novos pequenos empresários que estão vivendo de vender embalagens para marmitas. Ele começou há dois anos e meio, vende mais de cem mil embalagens por mês. Quem desenvolveu e vendeu a máquina de marmita para Wilde foi a empresa Viamachmann. São três modelos de máquinas. O preço varia de R$ 4,2 mil a R$ 18,7 mil. Os equipamentos fazem embalagens em três tamanhos, trocando os moldes. Só uma pessoa opera e basta um espaço de 12 metros quadrados. O processo é simples. Você compra a bobina de alumínio, coloca na máquina, liga e as peças já saem prontas.

VOCÊ VIU?  Peças de Porcelanato - Saiba como fazer

 

Então quanto mais rápido é a entrega, mais rápido será o retorno , explica o empresário Gerson Viana. A empresa também vende máquinas acessórias, para embalar e para compactar as marmitas. Você pode fazer uma pilha das marmitas com a mão ou com o compactador, que custa R$ 900,00. A diferença é que uma fica com a metade do tamanho da outra. A redução do tamanho da pilha proporcionará um lucro maior no resultado final , diz o empresário Gerson Viana.

 

Mas se é fácil produzir, vender pode não ser tão simples assim. O pequeno empresário Wilde já tinha uma longa experiência como vendedor, e com a máquina pôde ocupar mais mercado que os concorrentes. Conquistado o cliente, o lucro pode ser bom. A máquina automática, por exemplo, produz dois mil e quatrocentos pratos por hora. O lucro médio de cada prato são R$ 0,2 ou seja, R$ 48,00 por hora. Na produção de marmitas há ainda uma sobra inevitável, que são as bordas do papel do alumínio. O empresário Wilde está ganhando dinheiro com as sobras. No final do mês, elas rendem cerca de R$ 800,00.

 

Fonte: Programa Pequenas Empresas Grandes Negócios.

 

Site da ABAL – Associação Brasileira de Alumínio.
http://www.abal.org.br

Site do CETEA-Centro de Tecnologia em Embalagem.
http://www.cetea.ital.org.br/cetea/index.html

Site da ABRE – Associação Brasileira de Embalagem.
http://www.abre.org.br

Site da Companhia Brasileira de Alumínio.

 

Registro Especial

 

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
– Registro na Junta Comercial;
– Registro na Secretária da Receita Federal;
– Registro na Secretária da Fazenda;
– Registro na Prefeitura do Município;
– Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal)
– Registro no Sindicato Patronal;

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.

Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).

 

Entidades – Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

. ABAL – Associação Brasileira do Alumínio
Rua República do Líbano, 671 – Ibirapuera – São Paulo – (SP)
CEP 04501-000
Tel. (11) 885 0222 / Fax. (11) 885 5822

 

. ABRE – Associação Brasileira de Embalagem
Rua Oscar Freire, 379, 4º andar – Conj. 41 – São Paulo – (SP)
CEP 01426-001
Tel. (11) 282 9722 / Fax. (11) 881 9201
E-mail: abre@abre.org.br

 

Fornecedores – Embalagens de alumínio para marmita, marmitex

 

2.1 – MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS.

2.1.1 – LENZI MÁQUINAS OPERATRIZES LTDA.
Rua Guaicurus, 694, Lapa, São Paulo – SP
CEP 05033-001
Tel. (0xx11) 3872-2022

 

2.1.2 – NEW MAQ – Araújo Máquinas para Embalagens Ltda.
Rua Otávio Leão Fácil, 439, São José do Rio Preto – SP
CEP 15076-620
Tel. (0xx17) 238-3055

 

2.1.3 – VIAMACKMANN INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE MÁQUINAS LTDA.
Rua Caetano Pinto, 261, Brás, São Paulo – SP
CEP 03041-000
Tel. (0xx11) 3207-9000
E-mail: viamac@uol.com.br

VOCÊ VIU?  Montar serviço de Aluguel de Louças gastando pouco

 

2.2 – BOBINAS DE FOLHA DE ALUMÍNIO.

 

2.2.1 – ALCAN ALUMÍNIO DO BRASIL LTDA.
Av João Ramalho, 1250, Mauá – SP
Tel. (0xx11) 4512-7000
CEP 09371-902
Site: www.alcan.com.br

 

2.2.2 – ALCOA ALUMÍNIO S/A
AV. Maria Coelho Aguiar, 215 Bl C – 4 º andar, Jd. São Luiz – São Paulo – SP
CEP 05804-900
Fone: (0**11) 3741-5988 Fax: (0**11)3741-8000
Site: www.alcoa.com.br E.mail: central.alcoa@uol.com.br

 

2.2.3 – CBA CIA. BRASILEIRA DE ALUMÍNIO
Pça Ramos de Azevedo 254, Centro – São Paulo – SP
CEP 01037-912
Tel. (0**11) 3224-7000 Fax (0**11) 223-4638

 

2.2.4 – MGNE DO BRASIL LTDA. (Representante da ALCAN)
Rua Emílio Goeld, 701, Água Branca – São Paulo – SP
CEP 05065-110
Tel.: (0**11) 861 3888 / Fax: (0**11) 861 3108
Obs.: Vendas acima de 120 kg (2 bobinas).

 

2.2.5 – ALFA ALUMÍNIO COM. DE METAIS LTDA. (Representante da ALCOA)
Rua Manoel Gonçalves de Souza, 28 – São Paulo – SP
CEP 02932-040
Tel.: (0**11) 878 2027 / Fax: (0**11) 878 1022
Obs.: Vendas a partir de bobinas de 40-50kg.

 

2.3 – PRENSAS

 

2.3.1 – PRENSAS SCHULER S/A
Av.Fagundes de Oliveira,1515
Vila São José – 09950-904 – Diadema – SP
Tel: (011) 745 8444 / Fax: (011) 745 2766

 

2.3.2 – PRENSAS IPHIGUAL LTDA.
Rua Antônio Francisco Heck,9, Vila Endres – Guarulhos – SP
CEP 07043-220
Tel / Fax: (0**11) 6421 8399

 

2.4 – GUILHOTINA

 

2.4.1 – BERALDI IND. MECANOGRÁFICA LTDA.
Rua São Leopoldo, 182, Belenzinho – São Paulo – SP
CEP 03055-000
Fone: (0**11) 608-3655 Fax: (0**11) 608-4058
Email: beraldi@aduaneira.com.br

 

2.4.2 – SANTANDRÉ MÁQUINA E ARTEFATOS DE METAIS LTDA.
Av. Industrial, 2621, Campestre – Santo André – SP
CEP 09080-511
Tel: (0**11) 449 5208 / Fax: (0**11) 449 5208

 

Endereços na Internet:

 

Site da ABAL – Associação Brasileira de Alumínio.
http://www.abal.org.br

Site do CETEA-Centro de Tecnologia em Embalagem.
http://www.cetea.ital.org.br/cetea/index.html

Site da ABRE – Associação Brasileira de Embalagem.
http://www.abre.org.br

Site da Companhia Brasileira de Alumínio.

 

Referências:
SebraeIBGEDIEESEIPTInstituto DatafolhaInstituto IBOPEWikipédia, Jornal EstadãoJornal Folha de S.PauloJornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA, MCTI, MDA, MDIC, MMA, MME, MTE.

 

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Receba vagas e artigos no email. É grátis!

Emprega Brasil

Emprega Brasil, site de empregos, trabalho e renda.

7 Comments

  1. edgar

    dezembro 7, 2016 at 7:38 pm

    alguem sabe o custo final da embalagem p marmitex?

  2. jose roberto primo marques

    novembro 12, 2015 at 10:13 pm

    boa noite algem sabe qual empresa que vende tampa de papelao para marmitex manual aguardo iformaçao obrigado.

  3. jose roberto primo marques

    novembro 12, 2015 at 10:07 pm

    ola boa noite gostaria que algem me ajudace comprei uma maquina de fabricar marmitex mais estou com dificudade de emcotra bobina em pequena quentidade so encotrei na cba mais so vende 5 toneladas de cada medida. gostaria de compra de quatro bobimas a baixo. e tambem nao encotrei papel para fazer a tampa para marmitex manual.se alge poder me ajudar eu fico muito grato obrigado . robertoprimo@hotmail.com.br

  4. Jarbas luis

    outubro 22, 2015 at 3:41 pm

    Boa tarde gostaria saber como onde compro materia prima para fabricação de marmitex ou tel.de distribuidor obrg.

  5. cristiano

    abril 14, 2015 at 12:07 am

    Boa noite gostaria de receber email de fornecedores de bobinas de aluminos estou querendo abrir uma pequena fabrica de marmitex e estou com dificuldade da materia prima ; valor do kilo quantidade de pratos por kg obrigado

    • jose roberto primo marques

      novembro 20, 2015 at 12:20 pm

      ola jarbas bom dia eu tambem estou com dificudades de consegir estes materiais so descobri duas empresas a cba que fovende 5 ton de cada medidas e a hydro que ven de 5 tom . voce sabe onde em cotra ais tampa para quentinha manual. obrigado favor me responder robertoprimo@hotmail.com.br

      • jose roberto primo marques

        novembro 20, 2015 at 12:29 pm

        bom dia cristiano a cba vende a bobina 0.030mm a rs 16.70 o quilo e rs 17.60 a 0.025mm e so vende 5 ton de cada medida. e voce sabe ende encontra ais tempa de papelao para o marmitex manual? aguardo resposta robertoprimo@hotmail.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *