Ideias de Negócios

Como montar um Cyber Café gastando pouco

 

 

 

By  | 18/10/2017

Como montar um Cyber Café lucrativo gastando pouco e sem cometer erros, ganhe muito dinheiro com alimentos e bebidas Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Cyber café

FICHA TÉCNICA
Setor da economia: Terciário
Ramo de atividade: Comércio
Tipo de Negócio: Comércio de alimentos e bebidas, disponibilização de acesso à internet e locação de espaço para eventos

Histórico

Os cafés se tornaram populares no começo do século 20 em Viena, Paris e Berlim. Eles eram (e ainda o são) lugares projetados para as pessoas encontrarem seus amigos, lerem jornais, discutirem os eventos importantes do dia e colocarem sua correspondência em dia. Esta cultura de Cafés européia se difundiu muito bem para o Reino Unido, Estados Unidos, Canadá e Austrália.

Hoje em dia este tipo de negócio também já se instalou no Brasil, principalmente nas grandes cidades, porém ao mesmo tempo milhões de pessoas se comunicam com amigos e colegas de trabalho usando computadores, de seus escritórios ou de suas próprias casas.Similarmente, artistas, músicos, vídeo makers e jornalistas começaram a perceber o potencial da computação multimídia, e estão procurando trabalhar, partilhar seus esforços e exibir suas obras em um lugar mais apropriado que uma galeria tradicional ou teatro.

Muitas pessoas pensaram que seria uma boa idéia combinar a conectividade dos computadores com um lugar onde fosse servido um copo decente de café (ou chá) em um lugar público: um Cyber Café..

O que é um cyber café

É uma nova proposta que mescla serviços e entretenimento num ambiente sofisticado, agradável e confortável, equipado com computadores, conexão com a Internet direto ao provedor via rede. É um local onde o internauta em trânsito pode fazer uso dos recursos da Internet, temporariamente se conectando com o resto do mundo, para encaminhar e receber e-mails, navegar na web, bater um papo nas salas de chat, pesquisar, imprimir seus trabalhos, fazer uso dos computadores com vários softwares instalados, enfim uma gama de possibilidades para facilitar a sua vida e ao mesmo tempo saborear um delicioso cafezinho. Tudo que o cliente quer concentrado num espaço altamente profissional.

Mercado

A maturidade da Internet no Brasil está decretada pelos especialistas. Cada vez mais internautas brasileiros acessam a WEB e mais de cinco mil pessoas já lançaram seus sites, sem falar nos cerca de 400 provedores de acesso estabelecidos no país. Assim, os números da Internet não param de subir, portanto, um mercado em expansão

VOCÊ VIU?  Montar plantação e cultivo de Fores gastando pouco

Estrutura

A estrutura básica exigida compreende a uma área mínima de 60 m².

Investimentos

Irá variar de acordo com estrutura do empreendimento.

Equipamentos

Para montar um cybercafé é necessário dois tipos de equipamentos distintos, os equipamentos de informática e os equipamentos para a instalação da cafeteria.

– Equipamentos de Informática. Basicamente o que se vai precisar é de uma rede de computadores ligados à internet, sendo que alguns equipamentos são básicos para a criação de um cybercafé, tais como: Computadores, Impressoras Coloridas, Scanners, link´s direto com a Internet, provedores, servidores, além de um espaço para eventos de empresas (espaço para lançamentos, coletivas, seminários, com infraestrutura e equipamentos próprios e adequados), como também a utilização de aplicativos, como por exemplo:
– Processador de textos e planilhas de cálculos;
– Games;
– Acesso à Internet;
– Cursos – O que é a Internet;
– Equipamentos da cafeteria. Para estocar e expor os alimentos o empreendedor vai precisar de:
– Balcão refrigerado para os frios, queijos e doces;
– Balcão para a parte de paníficio;
– Forno industrial para fazer pães e massas;
– Freezers para os produtos estocados;
– Balança eletrônica para a pesagem dos produtos, máquina corta frios, etc..

OBS. Os equipamentos a serem adquiridos devem ser suficientes para atender a todos os clientes, além disto, é aconselhável uma consulta aos diversos fornecedores de hardware e software, expondo suas pretensões e sabendo assim qual é o melhor micro a ser adquirido.

Pessoal

O pessoal a ser contratado deve ser formado por uma equipe especializada em ensinar aos clientes de como eles devem lidar com os computadores e com a internet. Para isso, um treinamento previo é fundamental, além de ter também um funcionário especializado em hardware para que problemas com as máquinas sejam solucionados com mais rapidez.

Cliente

O internauta brasileiro tem perfil de Primeiro Mundo: mais da metade ganha acima de 20 salários mínimos, é instruída, solteira, fala inglês, tem computador em casa e disposição para fazer compras na rede. As mulheres, no entanto, ainda não foram seduzidas pela nova mídia: apenas 17% navegam.
Acabou-se o mito de que a Internet é passatempo de adolescentes e fixação de acadêmicos.

Serviços

Um cybercafé é o lugar ideal para uma entrevista coletiva, um encontro de negócios ou, simplesmente, pura diversão. Lá o cliente pode fazer sua Homepage e deixá-la no ar enquanto toma um café expresso, choppinho gelado ou se delicia com tortas, saladas, pizzas e sanduíches variados. Além disso, com ambientes projetados para navegação na Internet, mandar e receber e-mails e conversar com pessoas do mundo todo, usando vídeo-conferência, dentre outros serviços. Também é importante dispor de uma boa quantidade de enciclopédias em software, banco de imagens, bancos de sons, programas educacionais (para crianças). Além disso, disponibilizar livros para ensinar a navegar na internet e usar os recursos dos computadores.

VOCÊ VIU?  Como montar uma empresa organização de casamentos

Café?

É claro que no Cybercafé os clientes não ficarão de barriga vazia. Deve-se oferecer a eles café expresso, chás, pães, frios, água mineral, refrigerantes, doces, queijos, etc.
Uma boa máquina de café expresso fará com que o nome do seu estabelecimento seja divulgado rapidamente. Outros produtos que podem diferenciar bastante um CyberCafé, que são os chocolates importados e chás ingleses.

Alguns lembretes importantes para o sucesso do empreendimento

– É importante que se tenha uma home page do CyberCafé, com um domínio próprio. Os domínios (domínio é o endereço da empresa na internet), que devem ser registrados na Fapesp – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – pagando uma anuidade para cada domínio registrado;

– O empreendedor interessado em trabalhar nesta área também deve conhecê-la a fundo, principalmente pelo fato de que este setor tem uma renovação de hardware e software muito rápida e grande;

– É importante que o empreendedor faça cursos sobre a Internet, sobre linguagens de programação e até mesmo os cursos de certificação da Microsoft, o que o tornaria um especialista na área e garantiria o bom desempenho de sua empresa, já que o próprio proprietário seria responsável pela área de informática.

Legislação Específica

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
– Registro na Junta Comercial;
– Registro na Secretária da Receita Federal;
– Registro na Secretária da Fazenda;
– Registro na Prefeitura do Município;
– Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal)
– Registro no Sindicato Patronal;

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.
Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).

Torna-se necessário o conhecimento por parte do empreendedor de algumas legislações que regem atividades ligadas a informática, tais como:
– Lei de Programa de computador nº 9.609/98. Promulgada em 19/02/98, substitui a Lei 7646/87, entrou em vigor na data de sua publicação,dando liberdade de produção e comercialização de softwares de fabricação nacional ou estrangeira.
– Lei de direitos autorais nº 9.610/98. Substitui a Lei 5988/73, entra em vigor 120 dias após sua publicação; foi promulgada em 19 de fevereiro de 1998. , assegurou a integral proteção dos direitos dos seus autores e estabeleceu penas rigorosas a quem viole esses direitos. Assim, piratear programas de computador se tornou crime, passível de pena de seis meses a dois anos de prisão.
– Lei de informática nº 10.176/2001. Altera a Lei nº 8.248, de 23 de outubro de 1991, a Lei nº 8.387, de 30 de dezembro de 1991, e o Decreto-Lei nº 288, de 28 de fevereiro de 1967, dispondo sobre a capacitação e competitividade do setor de tecnologia da informação.

VOCÊ VIU?  Como montar uma Boate gastando pouco

Entidades

SEPIN – Secretaria de Política de Informática e Automação (Mistério da Ciência e Tecnologia)

FAPESP – Fund. de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo: http://www.fapesp.br

Site informativo sobre os procedimentos de registro de dominio: http://registro.br/

Associação Brasileira das Empresas de Software: http://www.abes.org.br

Referências:
SebraeIBGEDIEESEIPTInstituto DatafolhaInstituto IBOPEWikipédia, Jornal EstadãoJornal Folha de S.PauloJornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA, MCTI, MDA, MDIC, MMA, MME, MTE.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Receba vagas e artigos no email. É grátis!

Emprega Brasil

Emprega Brasil, site de empregos, trabalho e renda.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *