Ideias de Negócios

Como montar um escritório de Cobrança

 

 

 

By  | 19/08/2017

Saiba como montar um escritório de cobrança lucrativo gastando pouco e sem cometer erros, ganhe muito dinheiro fazendo cobrança a pessoas físicas e jurídicas. Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Escritório de cobrança

FICHA TÉCNICA
Setor da Economia: Terciário
Ramo de Atividade: Serviços
Principais Serviços: Cobrança a Pessoas Físicas e Jurídicas

Apresentação

Esse tipo de empresa presta serviços a companhias de setores e portes variados, cuidando da cobrança extrajudicial e, em alguns casos, judicial, de dívidas e do fornecimento de informações para a elaboração de cadastros de clientes.

Mercado

Diante da conjuntura econômica atual, esse tipo de serviço tem sido bastante requisitado, pois o índice de inadimplência mantém-se elevado em todo o país. Assim, há bastante espaço para a implantação de novas empresas.

Estrutura

O negócio não requer uma infra-estrutura muito elaborada, tendo uma área mínima de 30 m2, onde deverá ser distribuído os equipamentos do escritório.

Equipamentos básicos

– Linha telefônica e computadores;
– Arquivos;
– Móveis de escritório;
– Automóvel e/ou moto (nesse processo é estratégico, já que permite obter agilidade e eficiência).

Investimento

Irá variar de acordo com a estrutura do empreendimento, podendo este girar em torno de R$ 80 Mil.

Pessoal

Irá variar de acordo com a estrutura, alguns profissionais podem ser empregados do Escritório ou contratados somente quando necessário, porém, se faz necessário que os profissionais tenham conhecimento básicos, do ponto de vista jurídico e dos trâmites do processo de cobrança.
O quadro mínimo recomendado seria de um oficce-boy e de uma telefônista, neste caso, o próprio empreendedore realizaria as visitas aos clientes e a cobrança.

Clientes

Os consumidores deste tipo de serviço, geralmente, são empresas de pequeno e médio porte, que utilizam o recurso de contratação de um Escritório de Cobrança a fim de não precisar dispor de funcionários para realizar esta atividade, optando pela terceirização de uma parte de seu departamento financeiro. Esta tendência é cada vez mais forte entre as empresas.

LEIA  Rejuntes - Saiba como fazer gastando pouco

Fornecedores

Os fornecedores são os serviços de informações, que mantêm bancos de dados sobre pessoas físicas e jurídicas. Estes fornecedores são instituições privadas, ligadas aos bancos e associações de créditos. A parceria com essas entidades não é obrigatória e não compromete a essência dos serviços a serem prestados, já que as empresas clientes se encarregam de fornecer a listagem dos inadimplentes a serem cobrados.

Tipos de serviços

Pode-se ofertar alguns tipos de serviços, tais como:

  • Cobrança Convencional: Consiste em serviços de cobrança junto a Bancos , Financiadoras, Administradoras de Cartões de Crédito, Administradoras de Consórcios, Seguradoras e Lojas Comerciais, etc.
  • Cobrança Judicial: Consiste em conduzir a negociação com o cliente, visando esclarecê-lo a respeito do que poderá ocorrer quando da propositura da ação judicial.

Como efetuar a cobrança

A maneira correta de se efetuar uma cobrança é seguir as seguintes etapas

1º Passo. Inicia-se a negociação com um contato com o inadimplente, por carta ou telefone, informando-o da existência da dívida com determinada empresa e convidando-o a negociar a mesma;

– 2º Passo. Frustrada essa primeira tentativa, recorre-se à visita de um representante do Escritório ao inadimplente;

– 3º Passo. Não obtendo sucesso, lança-se mão da via judicial para saldar-se a dívida.

OBS. Deve-se ter em mente que o inadimplente não pode ser obrigado a saldar a dívida, nem sequer a receber as correspondências ou atender às ligações ou ao representante do escritório. E essas atitudes têm que ser efetuadas de modo a não constrangê-lo. Frustradas as tentativas amigáveis, entrega-se a cobrança a um advogado que a executará em juízo.

Diferenciando

A diferenciação junto ao concorrente será no percentual cobrado em cada cobrança, na honestidade, eficiência e rapidez.

Lembretes

A informatização do negócio é fundamental, já que esta ferramenta além de agilizar os serviços, permite a conecção com as entidades que mantém cadastros de inadimplentes, sendo que esse serviço pode ser disponibilizado à clientela do Escritório.

LEIA  AUXILIAR COBRANÇA

Legislação Específica

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
– Registro na Junta Comercial;
– Registro na Secretária da Receita Federal;
– Registro na Secretária da Fazenda;
– Registro na Prefeitura do Município;
– Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal)
– Registro no Sindicato Patronal;

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.
Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).

Endereços na Internet:

Site do Ministério da Justiça (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor): http://www.mj.gov.br/dpdc/

Referências:
SebraeIBGEDIEESEIPTInstituto DatafolhaInstituto IBOPEWikipédia, Jornal EstadãoJornal Folha de S.PauloJornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA, MCTI, MDA, MDIC, MMA, MME, MTE.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Receba vagas e artigos no email. É grátis!

Emprega Brasil

Emprega Brasil, site de empregos, trabalho e renda.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *