Connect with us

Ideias de negócios

Como montar uma empresa de Decoração

Published

on

Ganhe muito dinheiro com serviços de decoração para pessoa física ou jurídica, saiba como montar uma empresa de Decoração com pouco dinheiro e sem cometer erros, aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

FICHA TÉCNICA
Setor da Economia: Terciário
Ramo de Atividade: Prestação de Serviços
Tipo de Negócio: Escritório de Decoração
Produtos ofertados: Prestação de serviços de decoração para pessoa física ou jurídica.

Decoração – Mercado

Transformar um espaço vazio em ambiente harmonioso e agradável, apropriado para a função a que se destina, é o desafio que enfrenta o decorador.

Este tipo de atividade consiste na elaboração de projetos de paisagismo para casas, apartamentos, fazendas, chácaras e jardins. O serviço se estende a execução, acompanhamento do projeto e até aos retoques finais na decoração de ambientes, incluindo a compra dos materiais necessários.

Os serviços de decoração são uma atividade típica dos centros urbanos, que concentram uma população de elevado nível de renda e forte presença de atividades econômicas, especialmente dos setores comerciais e de serviços.

É válido lembrar que o mercado é favorável, desde que a nova empresa apresente uma política de preços competitivos, serviços de qualidade e excelência de profissionais.

A combinação das ferramentas de trabalho, com a vocação e criatividade são ingredientes fundamentais para o sucesso. Além é claro da experiência no ramo e de curso de paisagismo, além de serviços de qualidade voltado as necessidades de cada cliente, procurando atender os mais inusitados pedidos, excentricidades e gostos.

Público alvo

O público-alvo destes serviços é constituído por donas de casas de classe média alta, por consultórios médicos e odontológicos, além de escritórios e áreas de atendimento ao público que exigem um padrão diferenciado, expressando uma imagem condizente com seus objetivos – harmonia, beleza, futurismo, aconchego, leveza e bem-estar, dando um equilíbrio a todo o ambiente, sem esquecer o lado funcional e estético das formas e cores e de tudo que envolve o espaço trabalhado. É o caso de lojas comerciais, escritórios, hotéis, pousadas, “flats” e empresas de entretenimento, casas de “shows” etc.

Estrutura

A empresa de decoração tem que possuir uma estrutura ágil, competente, com custos relativamente baixos, que lhe permita atuar de forma competitiva no mercado, em termos de preços e prazos.

Mão de obra

A empresa de decoração e ambientação deverá contar com um quadro de pessoal capacitado, de boa formação escolar e profissional, elevado bom gosto e bom senso, capaz de estabelecer uma compreensão correta dos desejos da clientela e transformá-los em realidade, com uma adequação a nível de preços competitivos, além de dispor de um bom quadro de profissionais para os diversos serviços de apoio.

O paisagista requer domínio de diversas áreas do conhecimento humano, tais como: arquitetura, agronomia, belas artes, desenhos clássicos e geométricos, engenharia do ser humano, etc. de estar sempre atualizado em termos de novidades, tendências da moda sob seus diversos ângulos e ser capaz de trazer para o seu trabalho todas estas inovações de forma prática e adequada.

Além do mais, o paisagista deverá ser conhecedor de que as plantas são elementos vivos e procurar utilizar a composição planta versus gente, de forma que a primeira não interfira com a segunda, daí as áreas de lazer, caminhos, pavimentação e “play ground”, serem consideradas parte integrante dos locais paisagísticos.

Lembretes importantes

Alguns fatores que devem ser levados em consideração por parte do futuro empreendedor:

1. O empreendedor que pretenda ingressar no mercado deve levar estas variáveis em consideração e estabelecer-se diante de uma certeza de contar com um número de clientes potenciais que lhe assegurem bom desempenho à sua empresa;

2. Deve, ainda, considerar que a sua atuação e estabilização no mercado, em qualquer que seja o movimento, vai durar de médio a longo prazo, período em que a empresa terá de fazer um forte trabalho de divulgação e contatos pessoais;

3. Dispor de material informativo da empresa e do seu quadro técnico, em forma de portfólio, contendo, ainda, referências de trabalhos executados;

4. Ter um bom relacionamento na praça, que possa estabelecer contatos para a empresa;

5. Possuir um banco de dados sobre clientes potenciais e trabalhar esta potencialidade com divulgação de modo direto, seguida de contatos pessoais;

6. Ter um bom relacionamento com profissionais e empresas afins – Arquitetos, Paisagistas, Casas Comerciais de materiais de decoração, inclusive as do ramo de mobiliário, molduras, vidraçaria, etc.

Legislação Específica

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:
– Registro na Junta Comercial;
– Registro na Secretária da Receita Federal;
– Registro na Secretária da Fazenda;
– Registro na Prefeitura do Município;
– Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal)
– Registro no Sindicato Patronal;

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.

Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990). Como também ter o conhecimento de algumas leis que disciplinam o setor, tais como:
– LEI Nº 4.864/65 – Cria medidas de estímulo à indùstria de construção civil;
– LEI Nº 4.591/64 – Dispõe sobre o condomínio em edificações e as incorporações imobiliárias;

Entidade

CONFEA – Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia: www.confea.org.br

 

Referências:
Sebrae – Serviços de Apoio as Micros e Pequenas Empresas, IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas – São Paulo, Datafolha – Instituto de Pesquisas Grupo Folha, IBOPE – Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística, Wikipédia, Jornal Estadão, Jornal Folha de S.Paulo, Jornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MCTI – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDIC – Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MMA – Ministério do Meio Ambiente, MME – Ministério de Minas e Energia, MTE – Ministério do Trabalho e Emprego.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Portal de notícias sobre o Mercado de Trabalho. Equipe de profissionais e colaboradores atualizam o portal diariamente com notícias relevantes sobre emprego, renda, empreendedorismo e qualificação profissional.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement
Advertisement
Advertisement

Em Destaque

Copyright © Emprega Brasil. Todos os direitos reservados.