Ideias de Negócios

Iogurte – Saiba como fazer

 

 

 

By  | 11/12/2017

Saiba como fazer iogurte sem cometer erros, ganhe muito dinheiro com a fabricação de iogurte caseira ou industrial, aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

 

Fabricação de Iogurte

 

Ficha Técnica
Setor da Economia: Secundário
Ramo de Atividade: Indústria
Tipo do Negócio: Fabricação de Iogurte

 

Iogurte

 

HISTÓRICO. O leite fermentado que deu origem ao iogurte da atualidade teve origem no Oriente, como o prova o próprio nome (jugurt). Porém, a origem do iogurte ainda não é totalmente conhecida, mas há vários episódios, espalhados pelo mundo, que podem estar na base do seu aparecimento na antiguidade.

 

Através das expedições, guerras e relações comerciais entre os fenícios e os egípcios e, mais tarde, também através de gregos e romanos, este alimento que hoje faz parte do nosso cotidiano rapidamente se difundiu, conquistando uma posição privilegiada na dieta alimentar dos mais diversos povos.

 

Apresentação – Fabricação de Iogurte

 

O iogurte é um produto lácteo fresco, obtido pela ação fermentativa específica das bactérias lácteas (fermentos), Lactobacillus bulgaricus e do Streptococcus termophilus, sobre o leite, com ou sem adição de outros produtos lácteos.  Estas bactérias lácteas no produto final têm que estar vivas e em grande quantidade ( igual ou superior a 10 7/g).

 

Localização – Fabricação de Iogurte

 

Deverá ser próximo do local onde estará a matéria prima, bem como disponibilidade de mão-de-obra, água e energia elétrica, infra-estrutura de transportes e comunicações.

 

Estrutura – Fabricação de Iogurte

 

A estrutura básica deve contar com galpões para a produção, escritório administrativo, além é claro da estrutura básica, como água, energia, etc.

 

Equipamentos – Fabricação de Iogurte

 

Os equipamentos básicos são:
– Tanques de recepção em aço inox;
– Filtros em aço inox;
– Desnatadeiras elétricas;
– Fermenteiras;
– Evasadoras;
– Comprenssores;;
– Equipamentos de escritório e móveis e utensílios, etc.

 

Mão de Obra – Fabricação de Iogurte

 

A necessidade de mão-de-obra projetada para a unidade de fabricação de iogurte é de quatro pessoas, quando a fábrica funciona a 100% de sua capacidade total.

 

O iogurte apresenta as seguintes propriedades:

 

– Contem um baixo teor de lactose: A lactose é parcialmente transformada em acido láctico, durante o percurso da fermentação, isto facilita a assimilação do iogurte em indivíduos com intolerância à lactose, e que por isso têm problemas em assimilar os nutrientes do leite.

 

– Proteólise e digestão: As proteínas do leite, que têm um alto valor biológico, são parcialmente pré-digeridas por ação das bactérias lácticas, o que permite uma melhor digestão.

VOCÊ VIU?  Como montar um Home Office. Passo a Passo

 

– Vitaminas: As vitaminas do leite ajudam ao desenvolvimento das bactérias lácticas que, por sua vez, produzem outras vitaminas, aumentando assim a variedade de vitaminas presentes no iogurte.

 

– Minerais: O iogurte apresenta uma ampla variedade de minerais, destacando-se com maior importância o cálcio, que para além do mais apresenta uma elevada biodisponibilidade.

 

Matéria Prima – Fabricação de Iogurte

 

A matéria-prima a ser utilizada na fabricação do iogurte será o leite integral. No processo de fabricação do iogurte, torna-se necessário acrescentar à matéria-prima determinados ingredientes destinados à conservação e melhoria do sabor do produto fabricado.

 

Os referidos ingredientes são discriminados a seguir, bem como as respectivas quantidades requeridas para 100 litros de leite.
– Açúcar = 10,00kg;
– Conservante = 0,20kg;
– Corante = 0,20kg;
– Polpa de Fruta = 8,00kg;
– Cultura Lática = 3,00kg.

 

O processo de Fabricação do Iogurte. Pode ser de duas maneiras:

 

– O 1º processo de produção do iogurte é bastante simples, o leite concentrado ou enriquecido com leite em pó até aumentar seu extrato, seco em 2,0 a 2,5%, é pasteurizado entre 90 e 92ºC, temperatura que é mantida durante um a cinco minutos. Isso se faz no aparelho que se recebe o leite do depósito. A manutenção da temperatura de pasteurização durante um a cinco minutos é feita no depósito. Antes de mais nada, o leite deve ser higienizado para eliminar as impurezas presentes. Antes ou depois da pasteurização realiza-se um processo de desaeração (tirar o ar ou gás da água).

 

O leite depois é submetido a uma homogeneização para passar por uma divisão final e dispersão dos glóbulos de gordura, evitando assim que subam à superfície , conseguindo-se ao mesmo tempo, uma melhor aparência ao produto. Passadas essas etapas, o leite é inoculado com um cultivo de fermentos lácticos, procedentes dos depósitos, de onde passa ao embalamento a 45º C, mantendo-se esta temperatura a durante três a quatro horas nas incubadoras. Durante este período de tempo tem lugar o desenvolvimento dos Lactobacillus bulgaris e Streptococcus thermophillus, fermentos que dão suas características típicas ao iogurte.
Se a preferência pela fabricação de iogurte doce e aromatizado, basta acrescentar o açúcar e os aromas desejados, antes da fermentação. O armazenamento do produto até sua chegada ao consumidor deve ser feito por um sistema de refrigeração a 4 – 6º C, já que as temperaturas superiores, o produto pode ser invadido por mofos e outros microorganismos.
– O 2º processo de fabricação consiste em proceder à fermentação do leite em massa (em tanques), antes de ser embalado individualmente em vasilhas menores. Neste caso, deve-se realizar o batimento da massa do iogurte formada nos tanques, para ser posteriormente dosificada nas embalagens correspondentes. Isso é o que se chama de iogurte batido, que não tem uma estrutura consistente.

VOCÊ VIU?  Como montar uma oficina de Molduras

 

ACRESCENTANDO AS SUBSTÂNCIAS. Conforme o caso podem-se acrescentar ao iogurte as seguintes substâncias:

 

– Leite em pó integral, semidesnatado, em quantidades de até 5% no máximo, no iogurte natural, e de até 10% no máximo, nos outros tipos de iogurte;

– Soro em pó, proteína de leite e/ou de soro, de origem bovina;

– Açúcares;

– Ingredientes naturais como frutas e hortaliças (frescas, congelada, em conserva, liofilizada, ou em pó), purê de frutas, polpa de frutas, compota, geléia, confeito, xaropes, sucos, mel, chocolate, cacau, frutos secos, coco, café, especiarias e outros ingredientes naturais e aromatizantes inócuos.

– O iogurte deve ter um mínimo de 2,0% de massa gordurosa e um extrato magro seco de 8,5%. Quando se trata de iogurte desnatado, o conteúdo de gordura não deve passar de 0,5%, com um extrato magro seco mínimo de 8,5%.

 

Legislação Específica – Fabricação de Iogurte

 

Torna-se necessário tomar algumas providências, para a abertura do empreendimento, tais como:

– Registro na Junta Comercial;
– Registro na Secretária da Receita Federal;
– Registro na Secretária da Fazenda;
– Registro na Prefeitura do Município;
– Registro no INSS;(Somente quando não tem o CNPJ – Pessoa autônoma – Receita Federal)
– Registro no Sindicato Patronal;

 

O novo empresário deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar seu empreendimento para obter informações quanto às instalações físicas da empresa (com relação a localização),e também o Alvará de Funcionamento.

 

Além disso, deve consultar o PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (LEI Nº 8.078 DE 11.09.1990).

 

Algumas legislações que o futuro empreendedor deve ter conhecimento.

 

– LEI Nº 6.437/77 – Configura infrações à legislação sanitária federal, estabelece as sanções respectivas, e dá outras providências.
– DECRETO-LEI Nº 986/69 – Institui Normas Básicas sobre Alimentos.
– PORTARIA Nº 326/SUS/MS/97 – Aprova o Regulamento Técnico; Condições Higiênicos-Sanitárias e de Boas Práticas de Fabricação para Estabelecimentos

VOCÊ VIU?  Como fazer Gelo - Saiba como montar uma fábrica de Gelo

 

Produtores/Industrializadores de Alimentos .

 

Para maiores informações consultar o site da ANVISA.

 

Entidades

ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária
SEPN 515, Bloco B – Edifício Ômega – Brasília – (DF)
70.770-502
Tel. (61) 448 1326 / 1327 / 1303 / 1321

 

Fornecedores – Fabricação de Iogurte

Equipamentos
Python Engenharia e Equipamentos Industriais Ltda
Estr. do Sacramento, 1725 – Pimentas – Guarulhos – (SP)
07263-000
Tel. (11) 6480 4222

 

Inoxil S/A
Av. Atalaia do Norte, 1050 – Jd. Cumbica – Guarulhos – (SP)
07240-120
Tel. (11) 6412.7866

 

Brasinox Indústria e Comércio Ltda
Rua Francisco de Biasa, 100 – Centro – Lambari – (MG)
37480-000
Tel. (35) 271 2485


Endereços na Internet:

 

Site informativo
http://www.iogurte.com/

Site da ANVISA
http://www.anvisa.gov.br

Ministério da Saúde
http://www.saude.gov.br/

 

Referências:
SebraeIBGEDIEESEIPTInstituto DatafolhaInstituto IBOPEWikipédia, Jornal EstadãoJornal Folha de S.PauloJornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA, MCTI, MDA, MDIC, MMA, MME, MTE.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Receba vagas e artigos no email. É grátis!

Emprega Brasil

Emprega Brasil, site de empregos, trabalho e renda.

3 Comments

  1. Alceu Pontes

    Fevereiro 1, 2017 at 4:47 pm

    Gostaria de saber qual a duração do curso, custo e custo de equipamentos, para uma micro empresa.

  2. Humberto Santos da Silva

    agosto 28, 2016 at 1:04 pm

    gostei da ideia de fabrica de iogurte, gostaria de mais informações

  3. jose

    Março 3, 2016 at 12:33 pm

    Bom dia,
    Gostaria que me passasse alguns contatos de fornecedores de Conservante, Corante, Polpa de Fruta e Cultura Lática caso você tenha.

    Gostei muito do artigo, muito completo.
    Parabens.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *