Ideias de Negócios

Modelo e Manequim – Montar escola de modelos lucrativa

 

 

 

By  | 09/01/2018

Saiba como montar uma escola de modelo e manequim lucrativa gastando pouco e sem cometer erros, ganhe muito dinheiro com modelos fotográficos. Aprenda tudo: investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Escola de modelo e manequim

FICHA TÉCNICA
SETOR: Prestação de Serviços
TIPO DE NEGÓCIO: Escola de Manequim e Modelo Fotográfico

Apresentação

A moda é o “Império do Efêmero” mas, construir essa imagem e exibi-la exige conhecimentos técnicos que só uma das mais sólidas instituições pode oferecer.

Uma escola de modelos e manequins é aquela instituição que tem como objetivo capacitar pessoas-através de profissionais especializados- a interpretar qualquer tipo de traje com harmonia, naturalidade e segurança;

O aprendizado numa escola desse gênero visa ainda orientar as pessoas na adoção de atitudes que viabilizem um convívio social mais harmonioso transformando-a num ser socialmente elegante.

Serviços

Caso o empreendedor opte por uma escola de modelos, ele estará oferecendo unicamente a formação técnica e teórica ao profissional da área. Normalmente essas escolas conjugam a atividade de ensino com a atividade de agenciamento de modelos.

Nesse caso, uma escola/agência atuará tanto como formadora da mão de obra quanto em seus trabalhos, que podem envolver desde desfiles, comerciais em tv, jornais, folders, outdoor, concursos, teatro, campanhas institucionais, etc.

Corpo docente

Todos os professores deverão estar devidamente registrados no Sindicato do Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões no Estado e na Delegacia Regional do Trabalho – DRT.

O registro pressupõe freqüência a curso de modelo/manequim e aprovação pela Banca de Avaliação instituída pelo Sindicato que aplicará testes teóricos e práticos. Essa avaliação da Banca poderá ser substituída por comprovação de experiência profissional através de certificados de execução de trabalhos como modelo/manequim emitidos pelo tomador do serviço (mínimo de três trabalhos).

. Fiscalização

Caso o corpo docente da escola não esteja regularizado conforme as exigências expostas anteriormente, a instituição será autuada pela DRT

Grade curricular

Não existe padrão, norma ou regulamento, que defina a estrutura curricular de uma escola de modelos. Aqui, são as escolas que estabelecem a grade curricular identificada como ideal para formação do profissional apto ao exercício da função.

VOCÊ VIU?  Como montar Agência de Publicidade e Propaganda - Passo a Passo

No entanto, existem algumas disciplinas que a partir de um senso comum são consideradas importantes e que listamos aqui como sugestão:

  • Andamento e Postura;
  • Expressão Corporal;
  • Interpretação Cênica de Desfile;
  • Etiqueta Social;
  • Fotografia;
  • Orientação da Moda;
  • Nutrição;
  • Técnica e desenvolvimento de Passarela;
  • Marcação Coreográfica;
  • Cabelo e Maquiagem;
  • Legislação e Normas;
  • Auto controle na Profissão;
  • Vitrine Viva.

É interessante informar que essa é a grade curricular exigida pelo Sindicato de Modelos e Manequins do Paraná.

Estrutura física

É imprescindível que uma escola de modelos esteja equipada com passarela, salas para vídeo/TV e estúdio fotográfico.

Carga horária

Não há carga horária mínima para reconhecimento de um curso de modelo e manequim. Como já mencionamos, fica a critério da escola estabelecer a carga horária do curso e distribuição das aulas. Aqui, existem casos de escolas/agências que oferecem cursos com duração de 36 horas (normalmente as aulas são aos sábados), mas no Paraná, por exemplo, é o Sindicato de Manequins e Modelos do Paraná – SIMM/PR quem determina a carga horária (mínima de 120 horas) e a grade curricular.

Missão

Uma escola de manequim e modelo deve está ciente da importância e responsabilidade que tem diante a sociedade, pois ela estará formando possíveis profissionais na área de moda. Em 1978 a Lei nº 6.533 (de 24/05/78) regulamentou a profissão de modelo e manequim, tornando as instituições dedicadas a essa área escolas profissionalizantes.

Quem a escola pretende formar

O profissional formado por essas escolas deverá ser capaz de apresentar desempenho qualificado na área de moda, especificamente em desfiles. Além disso, o modelo/manequim formado deverá ter consciência do que é uma postura corporal e facial correta, além de exibir linguagem gestual socialmente elegante.

Hábitos

  • Um modelo “ganha pontos” se mantiver o camarim organizado e limpas as roupas que desfila, pois as mesmas não são suas (caso tenha que passar uma roupa justa pela cabeça, proteja a mesma com as mãos ou peça a ajuda de alguém para não sujá-la de maquiagem);
  • Use desodorante antitranspirante sem cheiro e não use perfumes ao fazer um trabalho;
  • Nunca mexa no cabelo ou maquiagem depois que estiverem prontos;
  • Não ande descalço no camarim ou estúdio para não sujar os pés;
  • Chegue aos seus compromissos com pelo menos 15 minutos de antecedência.
VOCÊ VIU?  Como fazer Refrigerante - Veja como montar fábrica Refrigerante

Disciplina

  • Cumpra sempre as recomendações que lhe forem feitas. Se é para ir ao trabalho com bermuda e camiseta e sem maquiagem, nada de aparecer por lá com um vestido preto e toda maquiada;
  • O modelo deve sempre encarar o trabalho com seriedade, sem nenhuma brincadeira. Afinal, outros profissionais (produtores, maquiadores, fotógrafos) estarão envolvidos e esperam que você leve o trabalho a sério;
  • Procure dormir cedo na véspera de fotografar ou filmar para evitar olheiras.
  • Seja rápido(a): No camarim, os tempos para trocas são muito curtos (Em torno de 1 minuto);
  • Evite chegar com marcas de biquínis (modelos não podem ter marcas de bronzeamento), relógios ou roupas íntimas;
  • Ser modelo é como trabalhar em qualquer outro lugar. Prepare-se para as exigências de responsabilidade e profissionalismo (você deverá estar acessível para repetir as fotos e filmagens quantas vezes forem necessárias ou até para entrar na água em um dia frio.

Mini dicionário do modelo – reduzido

. BOOK: É um álbum geralmente com 12 fotos no tamanho 20×30 Cm e com trabalhos do modelo.
. CACHÊ: Pagamento que o modelo recebe por um trabalho.
. CAST: Elenco de modelos de uma agência.
. CASTING: Uma seleção de modelos ( ou teste ) para um determinado trabalho.
. COMPOSITE: É um cartão impresso com as melhores fotos e medidas do modelo.
. COMISSÃO: Percentual do pagamento do modelo destinado a agência que o promove.
. LOCAÇÃO: Lugar fora do estúdio onde será feito a fotografia ou filmagem.
. NEW FACE: Modelo que ingressou recentemente na carreira.
. SCALTER OU TALENT HUNTER: Caçador de talentos.
. TOP MODEL: Modelo que está em evidência em uma agência.

Legislação Específica

Lei Nº 6.533, de 24/05/1978.
Dispõe sobre a regulamentação das profissões de Artistas e de técnico em Espetáculos de Diversões, e dá outras providências.

VOCÊ VIU?  Ganhe dinheiro abrindo uma Agência de Casamento

Endereços na Internet:

Escola de Manequim e Modelo do Paraná: http://www.wln.com.br/mstar/menu.htm

Star Models Agency (também oferece cursos para senhoras): http://www.models.com.br/brazil2.htm

Agência de Modelo Ford Model Sul: http://www.fordsul.com.br/index.html

Agência de Modelo MEGA – Governador Valadares/MG: http://www.megamodels.com.br/introducao.html

Referências:

SebraeIBGEDIEESEIPTInstituto DatafolhaInstituto IBOPEWikipédia, Jornal EstadãoJornal Folha de S.PauloJornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA, MCTI, MDA, MDIC, MMA, MME, MTE.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Receba vagas e artigos no email. É grátis!

Emprega Brasil

Emprega Brasil, site de empregos, trabalho e renda.

1 Comment

  1. Luana Santos da Silva

    outubro 18, 2016 at 2:32 pm

    Gostei muito

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *