Ideias de Negócios

Montar um serviço de marchetaria, artesanato em madeira

 

 

 

By  | 08/02/2018

Saiba como montar uma marchetaria lucrativa gastando pouco e sem cometer erros, aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Marchetaria

O que é

Marchetaria (do francês, marqueter, embutir):

Arte de ornamentar as superfícies planas de móveis, painéis, pisos, tetos, através da aplicação de materiais diversos, tais como: madeira, metais, pedras, plásticos, madrepérola, marfim e chifres de animais, tendo como principal suporte a madeira.

De acordo com a técnica utilizada pode-se construir objetos tridimensionais, esculturas, utilitários, jóias, etc. As principais técnicas utilizadas atualmente são:

  • Tarsia a toppo ou Marqueterie à bloc – Marchetaria maciça, utilizada na fabricação de utilitários, bijouteria, filetes decorativos, esculturas;
  • Tarsia Geométrica – Recorte de motivos geométricos para revestimento de móveis, lambris, caixas, painéis internos, mesas, cadeiras;
  • Marqueterie de Paille – Marchetaria de palha (folhas de plantas desidratadas). Mesmas aplicações da Tarsia Geométrica;
  • Tarsia a Incastro ou Technique Boulle – Recorte simultâneo das partes a serem montadas. Aplicações: Idem acima;
  • Procéde Classique ou Element par Element – Recorte separado das partes a serem montadas. Aplicações: Idem acima.

História

Artesanato milenar, a marchetaria atingiu grande esplendor nas culturas orientais muitos milênios antes da era cristã.

Chegou, portanto, até nós carregada de história e de mensagem do passado, convidando-nos a criar com os mesmos materiais e segundo as mesmas técnicas que tornaram possível a decoração dos suntuosos palácios mesopotâmicos e persas.

É uma arte revigorada graças a disponibilidade de novos materiais e métodos de trabalho.

Como é feita

Baseados na utilização de fragmentos de madeiras, os objetos de marchetaria são constituídos a partir da montagem e colagem de peças, sem a ajuda de pregos ou encaixes e acabamento feito com o auxílio de uma lixadeira. Pode-se dar acabamento com verniz ou cera de carnaúba.

A marchetaria consiste enfim, num trabalho artesanal de incrustação sobre uma superfície base, geralmente madeira, de pequenas outras peças de cores diferentes: conchas, pedaços de nácar, de marfim ou de osso, de tal maneira dispostos que o resultado final seja um mosaico de alto valor estético e decorativo.

VOCÊ VIU?  Como montar empresa de embalagens para Hortifruti

Ferramentas e utensílios

As técnicas artesanais do trabalho de marchetaria requerem de poucas ferramentas.

O instrumento fundamental é o formão, que deve ser bem manejado para que seus cortes sejam precisos e limpos, além de ser mantido sempre bem afiado.

Outras ferramentas úteis são;

  • o graminho, para cortar tiras de madeira;
  • a régua metálica, para traços;
  • compasso;
  • martelo;
  • serrote.

Importância da cola

Na técnica artesanal da marchetaria, a cola tem uma importância capital: ela deve garantir que a colagem das peças sobre a superfície-base seja firme e as peças fiquem imóveis; além disso, deve ser de secagem rápida. A cola tradicional de carpinteiro costuma ser empregada com êxito. Mas é bom lembrar que ela deverá ser utilizada e mantida bem quente durante todo o trabalho e para isso, utiliza-se o banho-maria. Em sua aplicação, utiliza-se um pincel grosso ou a espátula, conforme convenha.

Lâminas de madeira

São também indispensáveis na arte da marchetaria e têm por função proporcionar aos objetos o colorido necessário para que o motivo resulte pleno de efeitos e matizes. Podem ser utilizadas madeiras com sua cor natural ou tingidas, geralmente em forma de pequenas tiras para serem mais facilmente combinadas com as gregas . As lâminas de madeira são cortadas com o graminho, apoiadas sobre uma peça maior de madeira maciça.

Algumas construções

Estrela

Um componente essencial na decoração da marchetaria é a estrela. Para obtê-la, parte-se também de diversos tipos de madeiras, as mesmas que se empregam para as gregas. Cortadas em varetas finas de diferentes contornos (arredondado, quadrado, triangular etc.) e fixas com cola, formando uma espécie de lingote que depois poderá ser cortado em secções finas.

Materiais Necessários: cola branca, varetas de diversos contornos: em losango, quadrado ou em forma de ponta;

Modo de Fazer: aplique a cola sobre as diferentes peças que se deseja unir, em seguida, disponha as diferentes varetas, já reunidas, conformando um lingote, unindo-as perfeitamente; Completar a colocação das diferentes varetas, procurando uma uniformidade no desenho; Com uma corda ou cordão resistente, atar fortemente o conjunto de peças reunidas e deixar secar; Seco completamente o lingote, colocar as peças triangulares nos lados para enquadrar o conjunto; Quando o lingote assim confeccionado estiver seco, pode-se corta-lo com a grossura desejada; O resultado obtido varia de acordo com a disposição das diferentes varetas no momento de sua reunião.

VOCÊ VIU?  Montar Administradora de Condomínios gastando pouco

“Gregas”

São tiras de diferentes larguras e junto com as estrelas , são elementos básicos da decoração em marchetaria. As gregas apresentam-se em tiras de diferentes larguras, desenhos e cores, permitindo a execução de múltiplas combinações. São aplicadas também alternando tiras de madeira tingidas ou para contornar e dar realce às estrelas.

Este elemento decorativo de marchetaria, básico e imprescindível para a execução de qualquer peça, fabrica-se a partir de vários tipos de madeira (as mais usuais são a nogueira, o sicômoro e o limoeiro) cortados em lâminas, combinadas segundo o gosto do artesão e coladas entre si com uma cola resistente e de secagem bem rápida.

Materiais necessários: diferentes tipos de madeiras cortadas em pranchas finas e em tiras, cola ou adesivo branco.

Modo de fazer: sobreponha diferentes lâminas de madeira, cole-as umas às outras; Pressione-as fortemente uma sobre a outra para efetuar a união perfeita; Coloque as tiras perpendiculares no centro do conjunto de pranchas; Coloque a peça para secar, cortando-a em secções finas que serão utilizadas como gregas.

Áreas de atuação

Áreas básicas de atuação do(a) Artesão(ã) da Marchetaria:

a.   Construção de objetos utilitários
b.   Bijuteria
c.   Reciclagem de móveis
d.   Painéis para decoração
e.   Quadros
f.   Esculturas
g.  Restauração

Ecológico

Além de interessante como meio de expressão, a Marchetaria (assim como suas variadas técnicas) pode ser entendida como arte ambientalmente correta, pois a madeira utilizada é, em mais de 95%, proveniente de sobras de marcenarias, demolições, fábricas de móveis, móveis abandonados, etc.; o osso bovino, proveniente de açougues, é também aproveitado sob a forma de lâminas recortadas em serra de fita ou tico-tico.

VOCÊ VIU?  Como montar um serviço de Restauração de Móveis

Sites afins

Loja Gruber Marchetaria: http://www.lojagruber.com.br
Antiqua Marchetaria: http://www.antiquamarchetaria.com.br

 

Referências:
SebraeIBGEDIEESEIPTInstituto DatafolhaInstituto IBOPEWikipédia, Jornal EstadãoJornal Folha de S.PauloJornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA, MCTI, MDA, MDIC, MMA, MME, MTE.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Receba vagas e artigos no email. É grátis!

Emprega Brasil

Emprega Brasil, site de empregos, trabalho e renda.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: