Ideias de Negócios

Montar um serviço de marchetaria, artesanato em madeira

By  | 

Saiba como montar uma marchetaria lucrativa gastando pouco e sem cometer erros, aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

Marchetaria

O que é

Marchetaria (do francês, marqueter, embutir):

Arte de ornamentar as superfícies planas de móveis, painéis, pisos, tetos, através da aplicação de materiais diversos, tais como: madeira, metais, pedras, plásticos, madrepérola, marfim e chifres de animais, tendo como principal suporte a madeira.

De acordo com a técnica utilizada pode-se construir objetos tridimensionais, esculturas, utilitários, jóias, etc. As principais técnicas utilizadas atualmente são:

  • Tarsia a toppo ou Marqueterie à bloc – Marchetaria maciça, utilizada na fabricação de utilitários, bijouteria, filetes decorativos, esculturas;
  • Tarsia Geométrica – Recorte de motivos geométricos para revestimento de móveis, lambris, caixas, painéis internos, mesas, cadeiras;
  • Marqueterie de Paille – Marchetaria de palha (folhas de plantas desidratadas). Mesmas aplicações da Tarsia Geométrica;
  • Tarsia a Incastro ou Technique Boulle – Recorte simultâneo das partes a serem montadas. Aplicações: Idem acima;
  • Procéde Classique ou Element par Element – Recorte separado das partes a serem montadas. Aplicações: Idem acima.

História

Artesanato milenar, a marchetaria atingiu grande esplendor nas culturas orientais muitos milênios antes da era cristã.

Chegou, portanto, até nós carregada de história e de mensagem do passado, convidando-nos a criar com os mesmos materiais e segundo as mesmas técnicas que tornaram possível a decoração dos suntuosos palácios mesopotâmicos e persas.

É uma arte revigorada graças a disponibilidade de novos materiais e métodos de trabalho.

Como é feita

Baseados na utilização de fragmentos de madeiras, os objetos de marchetaria são constituídos a partir da montagem e colagem de peças, sem a ajuda de pregos ou encaixes e acabamento feito com o auxílio de uma lixadeira. Pode-se dar acabamento com verniz ou cera de carnaúba.

A marchetaria consiste enfim, num trabalho artesanal de incrustação sobre uma superfície base, geralmente madeira, de pequenas outras peças de cores diferentes: conchas, pedaços de nácar, de marfim ou de osso, de tal maneira dispostos que o resultado final seja um mosaico de alto valor estético e decorativo.

Ferramentas e utensílios

As técnicas artesanais do trabalho de marchetaria requerem de poucas ferramentas.

O instrumento fundamental é o formão, que deve ser bem manejado para que seus cortes sejam precisos e limpos, além de ser mantido sempre bem afiado.

Outras ferramentas úteis são;

  • o graminho, para cortar tiras de madeira;
  • a régua metálica, para traços;
  • compasso;
  • martelo;
  • serrote.

Importância da cola

Na técnica artesanal da marchetaria, a cola tem uma importância capital: ela deve garantir que a colagem das peças sobre a superfície-base seja firme e as peças fiquem imóveis; além disso, deve ser de secagem rápida. A cola tradicional de carpinteiro costuma ser empregada com êxito. Mas é bom lembrar que ela deverá ser utilizada e mantida bem quente durante todo o trabalho e para isso, utiliza-se o banho-maria. Em sua aplicação, utiliza-se um pincel grosso ou a espátula, conforme convenha.

VOCÊ VIU?  Como montar uma Creche da Prefeitura CEI - Parte 4

Lâminas de madeira

São também indispensáveis na arte da marchetaria e têm por função proporcionar aos objetos o colorido necessário para que o motivo resulte pleno de efeitos e matizes. Podem ser utilizadas madeiras com sua cor natural ou tingidas, geralmente em forma de pequenas tiras para serem mais facilmente combinadas com as gregas . As lâminas de madeira são cortadas com o graminho, apoiadas sobre uma peça maior de madeira maciça.

Algumas construções

Estrela

Um componente essencial na decoração da marchetaria é a estrela. Para obtê-la, parte-se também de diversos tipos de madeiras, as mesmas que se empregam para as gregas. Cortadas em varetas finas de diferentes contornos (arredondado, quadrado, triangular etc.) e fixas com cola, formando uma espécie de lingote que depois poderá ser cortado em secções finas.

Materiais Necessários: cola branca, varetas de diversos contornos: em losango, quadrado ou em forma de ponta;

Modo de Fazer: aplique a cola sobre as diferentes peças que se deseja unir, em seguida, disponha as diferentes varetas, já reunidas, conformando um lingote, unindo-as perfeitamente; Completar a colocação das diferentes varetas, procurando uma uniformidade no desenho; Com uma corda ou cordão resistente, atar fortemente o conjunto de peças reunidas e deixar secar; Seco completamente o lingote, colocar as peças triangulares nos lados para enquadrar o conjunto; Quando o lingote assim confeccionado estiver seco, pode-se corta-lo com a grossura desejada; O resultado obtido varia de acordo com a disposição das diferentes varetas no momento de sua reunião.

“Gregas”

São tiras de diferentes larguras e junto com as estrelas , são elementos básicos da decoração em marchetaria. As gregas apresentam-se em tiras de diferentes larguras, desenhos e cores, permitindo a execução de múltiplas combinações. São aplicadas também alternando tiras de madeira tingidas ou para contornar e dar realce às estrelas.

Este elemento decorativo de marchetaria, básico e imprescindível para a execução de qualquer peça, fabrica-se a partir de vários tipos de madeira (as mais usuais são a nogueira, o sicômoro e o limoeiro) cortados em lâminas, combinadas segundo o gosto do artesão e coladas entre si com uma cola resistente e de secagem bem rápida.

Materiais necessários: diferentes tipos de madeiras cortadas em pranchas finas e em tiras, cola ou adesivo branco.

Modo de fazer: sobreponha diferentes lâminas de madeira, cole-as umas às outras; Pressione-as fortemente uma sobre a outra para efetuar a união perfeita; Coloque as tiras perpendiculares no centro do conjunto de pranchas; Coloque a peça para secar, cortando-a em secções finas que serão utilizadas como gregas.

Áreas de atuação

Áreas básicas de atuação do(a) Artesão(ã) da Marchetaria:

a.   Construção de objetos utilitários
b.   Bijuteria
c.   Reciclagem de móveis
d.   Painéis para decoração
e.   Quadros
f.   Esculturas
g.  Restauração

VOCÊ VIU?  Montar empresa de decoração com Balões (bexigas)

Ecológico

Além de interessante como meio de expressão, a Marchetaria (assim como suas variadas técnicas) pode ser entendida como arte ambientalmente correta, pois a madeira utilizada é, em mais de 95%, proveniente de sobras de marcenarias, demolições, fábricas de móveis, móveis abandonados, etc.; o osso bovino, proveniente de açougues, é também aproveitado sob a forma de lâminas recortadas em serra de fita ou tico-tico.

Sites afins

Loja Gruber Marchetaria: http://www.lojagruber.com.br
Antiqua Marchetaria: http://www.antiquamarchetaria.com.br

 

Referências:
SebraeIBGEDIEESEIPTInstituto DatafolhaInstituto IBOPEWikipédia, Jornal EstadãoJornal Folha de S.PauloJornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA, MCTI, MDA, MDIC, MMA, MME, MTE.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Emprega Brasil

Emprega Brasil, site de empregos, trabalho e renda.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *