Ideias de Negócios

Montar uma fábrica de brinquedos gastando pouco

 

 

 

By  | 20/05/2018

Saiba como montar uma fábrica de brinquedos lucrativa, gastando pouco e sem cometer erros, ganhe muito dinheiro com brinquedos educativos e pedagógicos, aprenda tudo, investimento, localização, equipamentos, fornecedores, mercado, concorrência, riscos, legislação, mão de obra especializada, captação de cliente, financiamento, atendimento e muito mais…

 

Fábrica de brinquedos

 

Ficha Técnica
Setor da Economia: indústria
Ramo de Atividade : brinquedos
Tipo de Negócio : fabricação de brinquedos educativos e pedagógicos

 

Brinquedos educativos e pedagógicos

 

Fabricação de brinquedos educativos e pedagógicos têm trazido ótimos resultados no ramo de brinquedos e se destacam por ser uma maneira de aprender em forma de lazer. São feitos em borracha sintética, espuma rígida de PU ou EVA, colorida, lavável, não contundente e atóxica. As placas coloridas e microporosas do EVA têm características similares às da borracha: boa flexibilidade e elasticidade. Este tipo de material apresenta ainda, ótima resistência à intempérie, o que dá ao produto durabilidade e leveza, conferindo, além disso, um visual alegre, bonito e atraente. As placas (em geral de 10 a 15 mm) de EVA são cortadas por lâminas. É a partir do contorno (desenho) dessas lâminas que é conferido desenho à borracha transformada em brinquedo.

 

Cenário – Fabricação de brinquedos educativos e pedagógicos

 

O setor de brinquedos deve fechar o ano com um faturamento de R$ 850 milhões, segundo dados da Associação Brasileira de Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), o que significa um crescimento de 5,5%em relação ao ano passado.
Depois de amargar um período negro por causa da importação de brinquedos, a indústria nacional reage e a tendência é de investimentos pesados em publicidade e novos lançamentos de produtos fabricados na Zona Franca de Manaus – área que um dia já foi responsável pela produção de 52% do mercado brasileiro. Hoje a indústria nacional vive outro momento. O aumento do imposto de importação dos brinquedos, de 30% para 70%, viabilizou a ação e a busca pela qualidade e produtividade, além de retomarmos o mercado. Nessa retomada do mercado nacional, as indústrias de brinquedos vão receber novos incentivos fiscais da Superintendência da Zona Franca, além de serem incentivadas por meio do Programa de Exportações.

 

Público Alvo – Fabricação de brinquedos educativos e pedagógicos

 

Os consumidores desse tipo de produto são as escolas (desde a pré-escola até 1ºgrau), clínicas pediátricas, empresas da área promocional e didática, papelaria, festas, eventos, feiras, brindes. Por sua característica tão versátil e diversificada, os brinquedos pedagógicos de espuma também são aplicáveis a campanhas publicitárias, eventos, congressos, feiras, exposições e campanhas educativas. O perfil desse consumidor difere em muito daquele voltado para o simples consumo das épocas especiais (Natal, Dia das Crianças, etc). Quem compra esse tipo de produto sabe que ele será aproveitado por bastante tempo e por mais de uma criança, além de exercer uma influência no desenvolvimento intelectual da criança.

 

Concorrência – Fabricação de brinquedos educativos e pedagógicos

 

Mesmo com a forte concorrência dos importados, fabricantes e revendedores de brinquedos educativos e jogos pedagógicos têm conseguido manter-se no mercado graças, principalmente, ao público das escolas e clínicas pediátricas. Mas, sem dúvida, enfrentar a concorrência dos grandes produtores é um grande desafio e oferecer preços competitivos, apesar de ser um complicador para o pequeno empresário, é condição para não perder espaço.

 

Características do empreendedor – Fabricação de brinquedos educativos e pedagógicos

 

Para ingressar no ramo, é indispensável boa formação em pedagogia, psicologia infantil, ou manter profissional qualificado, a fim de atender não somente à aspectos legais, como também desenvolver um trabalho profissional junto ao público-alvo. Além do mais, quem produz deve vender e para vender deve conhecer o que produz. Para fundamentar a seleção dos brinquedos que irão compor o estoque, deve-se ter como princípio a escolha por brinquedos que estimulem a criatividade e a coordenação motora das crianças. Uma sugestão é contratar estudantes de pedagogia.

VOCÊ VIU?  Como montar uma Livraria gastando pouco

 

Linha de produção – Fabricação de brinquedos educativos e pedagógicos

 

As sugestões para a linha de produtos envolvem materiais para alfabetização, coordenação motora, quebra-cabeças, percepção visual e táctil, reconhecimento de cores. Acima de tudo, os produtos devem ser confiáveis, bonitos, atrativos, leves, coloridos e baratos. É importante salientar que os brinquedos educacionais costumam ter cores e formas geométricas diferentes, para propiciar à criança o desenvolvimento dos sentidos, da coordenação, do conhecimento de formas, cores e até o aprendizado dos números.

 

PRODUTOS ALTERNATIVOS. Os brinquedos feitos de pano e madeira surgem como alternativa e também conquistam clientes por sua maior durabilidade e, principalmente, pelo caráter lúdico.

 

Normas técnicas – Fabricação de brinquedos educativos e pedagógicos

 

Todos os brinquedos infantis devem cumprir normas técnicas específicas, relacionadas na NBR 11.786 – Segurança de Brinquedos, de maio de 1996, da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. Uma das indicações básicas é a de que superfícies e cantos acessíveis dos objetos precisam estar livres de lascas, arestas ou bordas cortantes, rebarbas, pontas agudas ou projeções perigosas. Além disso, devem ser evitados na fabricação das peças materiais facilmente inflamáveis.
De acordo com essas normas, a madeira utilizada não deverá ser tratada com preservantes tóxicos, como pentaclorofenol ou seus sais. Existem indicações bem específicas sobre a toxicologia do produto. Por isso substâncias reconhecidas como perigosas à saúde não podem ser empregadas em quantidade ou forma que afete as crianças. São impróprios para fabricação dos brinquedos e de forma alguma poderão ser utilizados, os seguintes elementos: nitrato de amônio, o hidróxido de lítio, o amianto, ácidos e bases fortes.
Já outros elementos podem ser utilizados a partir de determinada faixa etária, como é o caso do plastificante ftalato de di (2-etilexila) (dehp), comumente conhecido como ftalato de dioctila (Dop), que pode ser aplicado em brinquedos destinados a maiores de 3 anos.
As peças que contiverem componentes de vinil ou PVC plastificado devem apresentar meios de comprovação dos plastificantes empregados e fornecer a fórmula qualitativa completa. Além disso, os aditivos têm de estar em acordo com o decreto 55.871 e resolução 04/88 do Conselho Nacional de Saúde. O revestimento dos brinquedos não podem levar tintas, vernizes plásticos fibrassintéticas ou texteis, papel, papelão ou acabamentos similares com compostos solúveis que excedam às seguintes proporções: antimônio (60), arsênio (25), Bário (1.000), cadmio (75), chumbo (90), cromo(60), mercúrio(60), selênio(500).

 

CASO DE SUCESSO.
. SOFTOYS. A professora Sônia Rodrigues da Mata sempre acreditou que uma indústria de brinquedos educativos teria grande chance de dar certo. Seu marido, o administrador de empresas Orlando Machado da Mata, comprou a ideia. Pesquisando, conheceram uma fábrica francesa que produzia artigos de espuma revestida de material emborrachado. Como os franceses não se interessaram numa parceria, o casal desenvolveu a tecnologia e uma linha de 100 tipos de brinquedos e inaugurou a Softoys Brinquedos de Espuma. É um mercado pouco explorado , diz Sônia. Aos interessados, ela ensina que é preciso ter experiência pedagógica para criar artigos que colaborem no desenvolvimento motor e ajudem no aprendizado das crianças e que a fabricação também deve atender às determinações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Hoje, a Softoys produz em média 500 peças/mês, vendidas em todo o país diretamente para escolas, creches, clínicas de fisioterapia e pediatria e organizadores de eventos.

VOCÊ VIU?  Móveis de junco - Saiba como fazer

 

O segmento tem a vantagem de não ser sazonal, como o de brinquedos convencionais , comemora a empresária. Os números dessa empresa são:

INVESTIMENTO INICIAL, R$ 25 mil;

CAPITAL DE GIRO/1º mês, R$ 15 mil;

EQUIPAMENTOS E INSUMOS, 3 máquinas de costura reta industrial, amoladores, prensa para ilhoses, lixa, furadeira, máquina de corte para emborrachado, máquina para corte de espuma, material de serigrafia, fax e telefone;

NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS, 4 (3 costureiras e 1 para corte de espuma e de material emborrachado);

FATURAMENTO MENSAL INICIAL: R$ 20 mil.

 

ENTIDADES
. Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos – ABRINQ.
Av. Pedroso de Moraes, 2219 – Pinheiros – São Paulo/SP
Cep:05419001 / Fone:(0xx11)816-3644 /
Fax:(0xx11)211-0226
E-Mail: abrinq@excon.com.br

 

. Associação Brasileira dos Revendedores de Brinquedos – ABREB
Av. Paulista, 2006 5ºandar/Cj.506-
Cerqueira César – São Paulo/SP – Cep: 01310200
Fone / Fax 011- 285-0942

 

. Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança
R.Lisboa, 224 – CEP 05413-000 – São Paulo/SP
Tel / Fax: (+5511) 881-0699 E-Mail:
info@fundabrinq.org.br

 

Endereços na Internet:

 

http://www.fundabrinq.org.br

http://www.abnt.org.br/
Referências:
SebraeIBGEDIEESEIPTInstituto DatafolhaInstituto IBOPEWikipédia, Jornal EstadãoJornal Folha de S.PauloJornal O Globo, Revista Exame, Revista Veja, MAPA, MCTI, MDA, MDIC, MMA, MME, MTE.

Copyright © Emprega Brasil – É proibido a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização.

Emprega Brasil

Emprega Brasil, site de empregos, trabalho e renda.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *