Conecte-se conosco

Cargos e salários

Professor de ciência política – O que faz, Salário, Formação, CBO

Veja o que faz, quanto ganha um Professor de ciência política, onde estão as melhores vagas de emprego para professores de ciências políticas, informações completas do Ministério do Trabalho e Fundação Instituto De Pesquisas Econômicas – Fipe – Usp com a participação de empresas e profissionais do setor de ciências políticas e Recursos Humanos.

A seguir, as informações sobre Professor de ciência política do ensino superior:

  • Quanto ganha;
  • Jornada de trabalho;
  • Piso salarial;
  • Salário médio;
  • Maior salário;
  • Salário hora;
  • Código da Profissão;
  • Atribuições / descrição do cargo;
  • Formação e experiência;
  • Condições gerais para exercício do cargo;
  • Descrição das atividades;
  • Recursos para exercício do cargo;
  • Cargos relacionados;
  • Participaram da pesquisa;
  • Instituições.

Quanto ganha um Professor de ciência política do ensino superior

  • Jornada de trabalho: 19h
  • Piso salarial: R$2.035,13
  • Salário médio: R$2.866,38
  • Maior salário: R$4.331,76
  • Salário hora: R$30,32
  • Código da Profissão: 234720

Atribuições do cargo de Professor de ciência política do ensino superior

Preparam e ministram aula nas áreas de ciências humanas no ensino superior e orientam trabalhos acadêmicos; elaboram planos de ensino; supervisionam estágio; avaliam processos de ensino-aprendizagem; participam de processos de seleção e avaliação. Prestam assessoria técnico-científica; exercem atividades acadêmico-administrativas e constroem projetos político-pedagógicos. Podem desenvolver atividades de pesquisa e extensão.

FORMAÇÃO E EXPERIÊNCIA

O exercício dessas ocupações requer ensino superior completo e títulos de pós-graduação ou especialização na área. É comum o ingresso e a progressão na carreira por intermédio de concursos, principalmente, na área pública. O pleno desempenho das atividades, como professor-titular, geralmente ocorre após três ou quatro anos de experiência.

CONDIÇÕES GERAIS PARA O EXERCÍCIO DO CARGO

Exercem suas funções em instituições e entidades de ensino e são contratados na condição de trabalhadores com carteira assinada. Organizam-se em equipes de trabalho e também podem atuar de forma individual. Trabalham com supervisão ocasional, em ambientes fechados e a céu aberto, geralmente no período diurno. O exercício do trabalho pode se dar de forma presencial e à distância. Podem estar sujeitos a situação de estresse, devido a trabalhos sob pressão.

Código internacional CIUO88
2310 – Profesores de universidades y otros establecimientos de la enseñanza superior

Nota
No mercado de trabalho é comum ocorrerem casos de profissionais que exercem, concomitantemente, funções de professor universitário e pesquisador. Para codificá-los, considerar a atividade principal.

Leia:  Piloto de Avião - O que faz, Salário, Formação, CBO

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

MINISTRAR AULA

1 – Apresentar conteúdos de disciplinas;
2 – Provocar reflexões;
3 – Promover debates;
4 – Discutir textos;
5 – Responder perguntas;
6 – Organizar seminários;
7 – Formular questões;
8 – Indicar bibliografia;
9 – Utilizar recursos audiovisuais;
10 – Realizar atividades em laboratórios e oficinas;
11 – Realizar experiências extra-sala;
12 – Controlar freqüência;

DESENVOLVER ATIVIDADES DE PESQUISA E EXTENSÃO

1 – Elaborar projetos de pesquisa;
2 – Elaborar projetos de extensão;
3 – Elaborar trabalhos científicos;
4 – Divulgar resultados;
5 – Coordenar projetos de pesquisa;
6 – Coordenar projetos de extensão;
7 – Orientar pesquisadores;
8 – Elaborar relatórios;
9 – Selecionar recursos humanos;
10 – Supervisionar atividades de campo;
11 – Avaliar execução de pesquisa;
12 – Captar recursos para pesquisa e extensão;
13 – Executar pesquisas;
14 – Prestar serviços à comunidade;
15 – Avaliar execução de atividades de extensão;
16 – Identificar demandas da sociedade;
17 – Trabalhar com a comunidade;
18 – Participar de eventos técnico-científicos;
19 – Organizar publicações;

ORIENTAR TRABALHOS ACADÊMICOS

1 – Orientar construção de objeto de pesquisa;
2 – Orientar formulação do projeto;
3 – Acompanhar execução do projeto;
4 – Sugerir bibliografia;
5 – Realizar reuniões de orientação;
6 – Avaliar produção do orientado;
7 – Preparar orientando para exame de qualificação;
8 – Preparar orientando para defesa do trabalho;
9 – Examinar produto final;

PREPARAR AULAS

1 – Elaborar plano de aula;
2 – Realizar leituras;
3 – Organizar atividades didáticas;
4 – Atualizar dados e informações conjunturais;
5 – Rever bibliografia;
6 – Elaborar textos;
7 – Elaborar material didático;

ELABORAR PLANO DE ENSINO

1 – Definir objetivos da disciplina;
2 – Definir metodologia;
3 – Selecionar bibliografia;
4 – Avaliar ementas e programas;
5 – Pesquisar bibliografia;
6 – Montar cronograma;
7 – Prever formas de avaliação;
8 – Selecionar recursos didáticos;
9 – Definir atividades extra-sala;
10 – Definir critérios de avaliação;
11 – Acompanhar desenvolvimento de planos de ensino;
12 – Definir ementas e programas;

SUPERVISIONAR ESTÁGIOS

1 – Identificar campos de estágio;
2 – Elaborar programas e projetos de estágio;
3 – Acompanhar atividades de estágio;
4 – Propor a realização de convênios e parcerias;
5 – Fiscalizar a aplicação das normas de estágio;
6 – Orientar iniciação ao exercício profissional;
7 – Avaliar iniciação ao exercício profissional;

Leia:  Advogado - O que faz, Salário, Formação, CBO

AVALIAR PROCESSOS DE ENSINO-APRENDIZAGEM

1 – Elaborar instrumentos de avaliação;
2 – Aplicar instrumentos de avaliação;
3 – Analisar resultados de avaliações;
4 – Readequar processo de ensino-aprendizagem;
5 – Rever prática docente;
6 – Avaliar provas;
7 – Comentar resultados de avaliações;
8 – Verificar freqüência;
9 – Avaliar participação em classe e extraclasse;
10 – Avaliar trabalhos acadêmicos programados;
11 – Examinar relatórios de campo;

PARTICIPAR DE PROCESSOS DE SELEÇÃO E AVALIAÇÃO

1 – Selecionar candidatos ao ingresso em cursos de pós-graduação;
2 – Selecionar candidatos em concursos;
3 – Examinar monografias, teses e dissertações;
4 – Avaliar currículos e memoriais;
5 – Participar da elaboração de editais para concursos;
6 – Arguir candidatos à titulação;
7 – Julgar trabalhos acadêmicos;

PRESTAR ASSESSORIA TÉCNICO-CIENTÍFICA

1 – Emitir laudos e pareceres técnicos;
2 – Emitir parecer sobre textos para fins de publicação;
3 – Assessorar projetos de instituições;
4 – Prestar consultoria;
5 – Dar entrevistas;

EXERCER ATIVIDADES ACADÊMICO-ADMINISTRATIVAS

1 – Participar de órgãos colegiados;
2 – Coordenar núcleos, programas, laboratórios e oficinas;
3 – Organizar eventos acadêmicos;
4 – Chefiar departamentos acadêmicos;
5 – Coordenar cursos;
6 – Gerenciar recursos financeiros e materiais;
7 – Integrar comissões;
8 – Coordenar programas de estágio;
9 – Orientar formação de acervos;
10 – Propor minutas de editais, portarias e resoluções;
11 – Prestar contas dos recursos financeiros;

CONSTRUIR PROJETOS POLÍTICO-PEDAGÓGICOS

1 – Definir perfil profissional;
2 – Construir currículo do curso;
3 – Definir política de capacitação docente;
4 – Definir perfil dos alunos;
5 – Identificar perfil dos docentes;
6 – Definir perfil dos docentes;
7 – Construir política de estágio;
8 – Definir linhas de pesquisa e extensão;
9 – Definir diretrizes de avaliação do curso;

DEMONSTRAR COMPETÊNCIAS PESSOAIS

1 – Manter-se atualizado;
2 – Demonstrar capacidade de argumentação;
3 – Demonstrar capacidade de reflexão;
4 – Demonstrar capacidade de síntese;
5 – Demonstrar capacidade de expressão oral;
6 – Demonstrar capacidade de redação;
7 – Demonstrar capacidade de problematizar;
8 – Demonstrar capacidade de estabelecer interlocuções;
9 – Demonstrar capacidade de observação;
10 – Demonstrar capacidade de motivação;
11 – Demonstrar capacidade de mobilização;
12 – Demonstrar capacidade de contextualização;
13 – Demonstrar capacidade de polemização;
14 – Demonstrar capacidade de lidar com a diversidade;
15 – Demonstrar criatividade;
16 – Exercer papéis de cidadania;

Leia:  Profissionais da matemática salário e atribuições CBO 2111

RECURSOS PARA EXERCÍCIO DO CARGO

  1. Livros e outras publicações;
  2. Recursos de hipermídia;
  3. Textos;
  4. Periódicos científicos;
  5. Recursos multimídia;
  6. Sistema GPS – Global Position System;
  7. Instrumentos de medidas de precisão;
  8. Mapas;
  9. Computador;
  10. Softwares específicos;
  11. Mesas digitalizadoras;
  12. Internet;
  13. Imagem de satélite;
  14. Banco de dados;
  15. Retroprojetor;

CARGOS RELACIONADOS

  1. Professor de antropologia do ensino superior;
  2. Professor de arquivologia do ensino superior;
  3. Professor de biblioteconomia do ensino superior;
  4. Professor de ciência política do ensino superior;
  5. Professor de comunicação social do ensino superior;
  6. Professor de direito do ensino superior;
  7. Professor de filosofia do ensino superior;
  8. Professor de geografia do ensino superior;
  9. Professor de história do ensino superior;
  10. Professor de jornalismo;
  11. Professor de museologia do ensino superior;
  12. Professor de psicologia do ensino superior;
  13. Professor de serviço social do ensino superior;
  14. Professor de sociologia do ensino superior;

PARTICIPARAM DA PESQUISA

  • Armindo Boll;
  • Axel Gregoris De Lima;
  • Carlos Alberto De Vasconcelos Rocha;
  • Cesar Antonio Serbena;
  • Ewerton Vieira Machado;
  • Isa De Oliveira Rocha;
  • Jairo Queiroz Pacheco;
  • José Augusto Rossetto Júnior;
  • Leonardo Gomes Mello E Silva;
  • Luiz Antonio Scavone Junior;
  • Marcelo Nascimento Bernardo Da Cunha;
  • Maria Fernanda T. B. Costa;
  • Marília Xavier Cury;
  • Otavio Pinto E Silva;
  • Rose Serra;
  • Virgínia Célia Camilotti;
  • Walter Moreira;

INSTITUIÇÕES

  • Centro Universitário Das Faculdades Metropolitanas Unidas – Faculdade De Direito (Unifmu);
  • Centro Universitário Das Faculdades Metropolitanas Unidas – Faculdade De Psicologia (Unifmu);
  • Faculdade Paulista De Serviço Social;
  • Museu De Arqueologia E Etnologia Da Usp;
  • Pontifícia Universidade Católica De Minas Gerais (Puc-mg);
  • Universidade De São Paulo – Departamento De Sociologia (Usp-fflch);
  • Universidade De Taubaté (Unitau);
  • Universidade Do Estado De Santa Catarina – Centro De Ciências Da Educação (Udesc-faed);
  • Universidade Do Estado Do Rio De Janeiro – Faculdade De Serviço Social (Uerj);
  • Universidade Federal Da Bahia – Departamento De Museologia;
  • Universidade Federal De Santa Catarina (Ufsc);
  • Universidade Federal Do Paraná;
  • Universidade Metodista De Piracicaba (Unimep);

Instituição Conveniada Responsável

Ministério Do Trabalho E Emprego – Mte

Fonte: Ministério do Trabalho

Glossário
GPS: Global Position System – Sistema de Posicionamento Global

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tendências