Conecte-se conosco

Cargos e salários

Profissional de terapia, equoterapia e naturológia – O que faz, Salário, Formação, CBO

Veja o que faz, quanto ganha um Profissional de terapia, equoterapia e naturológia, onde estão as melhores vagas de emprego para terapeutas, equoterapeutas e naturólogos. Informações completas do Ministério do Trabalho e Fundação Instituto De Pesquisas Econômicas – Fipe – Usp com a participação de empresas e profissionais do setor de psicologia e Recursos Humanos.

A seguir, as informações sobre Profissional de terapia, equoterapia e naturológia:

  • Quanto ganha;
  • Jornada de trabalho;
  • Piso salarial;
  • Salário médio;
  • Maior salário;
  • Salário hora;
  • Código da Profissão;
  • O que é terapia, equoterapia e naturológia;
  • Atribuições / descrição do cargo;
  • Formação e experiência;
  • Condições gerais para exercício do cargo;
  • Descrição das atividades;
  • Recursos para exercício do cargo;
  • Cargos relacionados;
  • Participaram da pesquisa;
  • Instituições.

Quanto ganha um Profissional de terapia, equoterapia e naturológia

  • Jornada de trabalho: 25h
  • Piso salarial: R$1.563,18
  • Salário médio: R$2.201,67
  • Maior salário: R$3.327,22
  • Salário hora: R$17,38
  • Código da profissão: CBO 2263

O que é Terapia

Terapia (do grego: θεραπεία – do verbo therapeúo, “prestar cuidados médicos, tratar”) ou terapêutica significa o tratamento para uma determinada doença psicológica, emocionais e comportamentais. Através de técnicas verbais e não verbais.

O que é Equoterapia

Equoterapia é um método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais. Conceito da ANDE-BRASIL, 1999.

O que é Neurologia

A Naturologia, aborda a educação além do pensamento e da reflexão, aborda também através da sensibilidade para a arte. Essa arte, fruto do próprio processo educativo, é criadora de novas possibilidades em Ser na esfera da livre expressão, da espontaneidade, da autenticidade, da criatividade e do autoconhecimento

O correspondente cirúrgico da especialidade é a neurocirurgia.

Atribuições do cargo do profissional de terapia, equoterapia e naturológia

Realizam atendimento terapêutico em pacientes, clientes e praticantes utilizando programas, métodos e técnicas específicas de arteterapia, musicoterapia, equoterapia e naturologia. Atuam na orientação de pacientes, interagentes, clientes, praticantes, familiares e cuidadores. Desenvolvem programas de prevenção, promoção de saúde e qualidade de vida. Exercem atividades técnico-científicas através da realização de pesquisas, trabalhos específicos, organização e participação em eventos científicos.

Formação e experiência do profissional de terapia, equoterapia e naturológia

Para o exercício da ocupação Musicoterapeuta, é exigida graduação ou especialização na área. Para o exercício da ocupação Arteterapeuta, é exigida formação superior em saúde, educação ou saúde além de pós-graduação ou especialização na área. Para o exercício da ocupação Equoterapeuta, é exigida formação superior em saúde ou em educação, além de, no mínimo, cursos de capacitação de 80(oitenta) horas e experiência de 1(um) ano em equoterapia e equitação. Para o exercício da ocupação Naturólogo é exigida graduação na área.

CONDIÇÕES GERAIS PARA O EXERCÍCIO DO CARGO

Os profissionais dessa família ocupacional exercem suas funções em setores cujas atividades referem-se a saúde e serviços sociais, educação e desportiva. De modo geral atuam por conta própria, na condição de autônomos; de forma individual ou em grupos, sem supervisão permanente. Atuam em ambientes fechados no caso do Arteterapeuta, Musicoterapeuta, Naturólogo, e em ambientes abertos no caso do Equoterapeuta. Arteterapeuta, Musicoterapeuta e Equoterapeuta trabalham no período diurno. No caso dos Naturólogos os horários de trabalho são irregulares.

Leia:  Diretores de operações construção civil salário e contribuições CBO 1223

Código internacional CIUO88
2229 – Médicos y profesionales afines (excepto el personal de enfermería y partería), no clasificados bajo otros epígrafes

Código internacional CIUO88
2229 – Médicos y profesionales afines (excepto el personal de enfermería y partería), no clasificados bajo otros epígrafes

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

REALIZAR ATENDIMENTO TERAPÊUTICO

1 – Estabelecer contrato terapêutico;
2 – Estabelecer vínculo arte-terapêutico;
3 – Estabelecer vínculo cavalo-praticante-mediador (aproximação);
4 – Estabelecer vínculo sonoro-musical;
5 – Organizar grupos terapêuticos;
6 – Realizar sessões temáticas;
7 – Realizar estimulação multissetorial;
8 – Estimular autonomia e independência;
9 – Estimular processo produtivo-criativo;
10 – Estimular percepção e audição sonoro-musical;
11 – Estimular alinhamento biomecânico do praticante;
12 – Estimular produção plástica espontânea e induzida;
13 – Estimular produção sonoro-musical;
14 – Apresentar materiais artístico-expressivos;
15 – Utilizar técnicas e materiais artístico-expressivos;
16 – Identificar musicalidade de pacientes/clientes/usuários;
17 – Aplicar atividades equoterápicas;
18 – Aplicar técnicas de preparação arteterapêutica;
19 – Estabelecer diálogo sonoro-musical;
20 – Estabelecer diálogo a partir da produção plástica;
21 – Acompanhar processo produtivo-criativo;
22 – Elaborar processo de alta;
23 – Estabelecer relação de interagência;
24 – Estimular autoconhecimento;
25 – Apresentar as técnicas terapêuticas naturológicas;
26 – Estabelecer o diálogo entre sistema/saberes terapêuticos;
27 – Realizar atendimento multidisciplinar;
28 – Facilitar a compreensão do interagente sobre sua saúde;
29 – Aplicar as técnicas naturológicas;

ANALISAR EVOLUÇÃO TERAPÊUTICA

1 – Estabelecer critérios de observação;
2 – Observar desenvolvimento bio-psico-social;
3 – Observar aspectos multidimensionais da saúde;
4 – Estabelecer indicadores de resultados;
5 – Observar sinais de mudanças;
6 – Analisar envolvimento do indivíduo com processo terapêutico;
7 – Discutir casos com equipe multidisciplinar;
8 – Adequar planejamento terapêutico;
9 – Estabelecer critérios de alta;
10 – Analisar evolução do processo criativo;
11 – Analisar produção plástica;
12 – Analisar relação de pacientes/clientes com material artístico-expressivo;
13 – Realizar leitura arteterapêutica;
14 – Analisar produção sonoro-musical;
15 – Analisar percepção sonoro-musical;
16 – Realizar leitura musicoterapêutica;
17 – Analisar interação praticante-cavalo;
18 – Analisar a relação do interagente com as praticas naturológicas;
19 – Analisar a autonomia do interagente em relação ao processo terapêutico;

REALIZAR PLANEJAMENTO TERAPÊUTICO

1 – Definir prioridades no atendimento;
2 – Definir objetivos de atendimento terapêutico;
3 – Estabelecer plano terapêutico;
4 – Definir estratégias de atendimento terapêutico;
5 – Definir tipo de atendimento (individual ou em grupo);
6 – Estabelecer número, duração e frequência de sessões;
7 – Definir equipe de atendimento;
8 – Selecionar métodos e técnicas de intervenção arteterapêutica;
9 – Selecionar métodos e técnicas musicoterapêuticos;
10 – Selecionar programas, métodos e técnicas equoterapêuticos;
11 – Definir técnicas de estimulação criativa;
12 – Identificar indicações e contra-indicações relativas;
13 – Escolher ambiente terapêutico;
14 – Preparar ambiente terapêutico;
15 – Selecionar material terapêutico;
16 – Selecionar cavalo;
17 – Selecionar material de encilhamento;
18 – Adequar material;
19 – Adequar técnicas;
20 – Selecionar técnicas naturológicas;

AVALIAR CONDIÇÕES DE CLIENTES/PACIENTES/USUÁRIOS/PRATICANTES/INTERAGENTES T/INTERAGENTE

1 – Realizar anamnese;
2 – Avaliar condições gerais de clientes/pacientes/usuários/praticantes/interagente;
3 – Realizar exame clínico;
4 – Utilizar protocolos de avaliação;
5 – Aplicar instrumentos de avaliação;
6 – Avaliar condições sensorio-motoras, cognitivas e emocionais;
7 – Avaliar expressões/receptividade sonoro-musicais;
8 – Avaliar expressões plásticas;
9 – Avaliar relação com cavalo;
10 – Solicitar avaliação de outros profissionais;
11 – Sugerir exames complementares;
12 – Analisar exames complementares;
13 – Analisar laudos e pareceres de outros profissionais;
14 – Participar de diagnóstico diferencial;
15 – Analisar perfil da comunidade;
16 – Realizar avaliação do contexto sociocultural;
17 – Estabelecer diagnóstico;
18 – Realizar prognóstico;
19 – Realizar devolutiva;
20 – Realizar avaliação biotipológica e energética;
21 – Avaliar relação do interagente com o ambiente;

Leia:  Professor de inglês - O que faz, Salário, Formação, CBO

ORIENTAR CLIENTES/PACIENTES/USUÁRIOS/FAMILIARES/CUIDADORES/INTERAGENTES

1 – Informar riscos / limites inerentes ao tratamento;
2 – Esclarecer dúvidas;
3 – Realizar visitas domiciliares e a instituições;
4 – Envolver familiares, cuidadores e educadores no processo terapêutico;
5 – Demonstrar procedimentos e rotinas;
6 – Propor atividades;
7 – Orientar atividades de vida diária;
8 – Orientar mudanças de hábitos e comportamentos;
9 – Verificar compreensão da orientação;
10 – Estimular adesão e continuidade ao tratamento;
11 – Explicar como funciona a prática naturológica;

EXECUTAR ATIVIDADES TÉCNICO-CIENTÍFICAS E ADMINISTRATIVAS

1 – Realizar pesquisas;
2 – Desenvolver novas tecnologias;
3 – Elaborar projetos e programas;
4 – Implantar projetos e programas;
5 – Implementar programas de prevenção e promoção da saúde;
6 – Coordenar projetos e programas;
7 – Coordenar serviços (saúde, educação, etc)
8 – Supervisionar equipes técnicas (estagiários, outros profissionais);
9 – Gerenciar recursos financeiros;
10 – Gerenciar recursos humanos;
11 – Organizar eventos técnico-científicos;
12 – Participar de eventos técnico-científicos;
13 – Atuar em programas de educação;
14 – Atuar em programas sociais;
15 – Prestar consultorias e assessorias;

TRABALHAR COM SEGURANÇA

1 – Observar comportamento do cavalo;
2 – Treinar cavalo;
3 – Usar epi;
4 – Verificar paramentação do praticante;
5 – Analisar riscos do uso de material terapêutico;
6 – Realizar conservação de material arteterapêutico/musicoterapêutico;
7 – Realizar conservação dos materiais de encilhamento;
8 – Conferir condições dos materiais;
9 – Higienizar materiais;
10 – Participar de treinamentos de segurança;
11 – Verificar as condições organolépticas do material naturológico ( cor, sabor, odor e textura);
12 – Acondicionar material terapêutico para descarte;

COMUNICAR-SE

1 – Elaborar ficha terapêutica;
2 – Registrar dados de atendimento;
3 – Elaborar relatórios;
4 – Emitir laudos e pareceres;
5 – Elaborar produções técnico-científicas;
6 – Produzir material informativo;
7 – Encaminhar pacientes/clientes/usuários/interagentes a outros profissionais;
8 – Participar de reuniões com equipes multidisciplinares;
9 – Compartilhar informações com outros profissionais;
10 – Ministrar cursos e palestras;

DEMONSTRAR COMPETÊNCIAS PESSOAIS

1 – Estabelecer vínculo;
2 – Trabalhar em equipe;
3 – Demonstrar raciocínio clínico;
4 – Demonstrar capacidade de comunicação não verbal;
5 – Demonstrar dinamismo;
6 – Demonstrar criatividade;
7 – Demonstrar perseverança;
8 – Demonstrar empatia;
9 – Contornar situações adversas;
10 – Demonstrar organização;
11 – Demonstrar domínio musical;
12 – Demonstrar atenção difusa e focada;
13 – Demonstrar domínio da linguagem plástica;
14 – Demonstrar habilidade de manejo, equitação e relacionamento com cavalo;
15 – Demonstrar equilíbrio emocional;
16 – Demonstrar flexibilidade;
17 – Demonstrar objetividade;
18 – Demonstrar capacidade de liderança;
19 – Mediar produção instrumental, vocal e corporal;
20 – Demonstrar raciocínio transdisciplinar;
21 – Demonstrar escuta acolhedora;

RECURSOS PARA EXERCÍCIO DO CARGO

  1. Material De Escultura;
  2. Material De Modelagem;
  3. Recursos Audiovisuais;
  4. Recursos De Informática;
  5. Material De Bricolagem;
  6. Sucata;
  7. Cavalete;
  8. Pia;
  9. Material Para Trabalho Tridimensional;
  10. Prancheta;
  11. Material De Papelaria;
  12. Partituras;
  13. Recursos Audio: Microfone, Aparelho Cx Som, Gravador;
  14. Objetos Sonoros;
  15. Recursos Tecnológicos;
  16. Cadeira De Rodas;
  17. Softwares Específicos Para Música;
  18. Material De Desenho;
  19. Material De Pintura;
  20. Material De Tecelagem;
  21. Material De Colagem;
  22. Bancada;
  23. Mesa;
  24. Cadeira;
  25. Instrumentos Musicais;
  26. Material De Mosaico;
  27. Almofada;
  28. Material Para Teatro;
  29. Material De Costura;
  30. Colchonete;
  31. Bonecos;
  32. Miniaturas;
  33. Material Da Natureza;
  34. Publicações;
  35. Material De Consumo;
  36. Estesiômetro;
  37. Goniômetro;
  38. Esfigmomanômetro;
  39. Estetoscópio;
  40. Balança;
  41. Paquímetro;
  42. Espirômetro;
  43. Espelho;
  44. Maca;
  45. Tatame;
  46. Testes, Protocolos E Instrumentos;
  47. Material De Pista (cone, Baliza, Vara, Paraflanco);
  48. Materiais De Encilhamento Da Equitação;
  49. Materiais De Encilhamento Adaptados P/ Equoterapia;
  50. Cavalo;
  51. Ambiente Terapêutico: Picadeiro, Pista, Solos;
  52. Insumos fitoterápicos;
  53. Essencias florais;
  54. Insumos gel terapêuticos;
  55. Lanterna oftamológica;
  56. Câmera para idirologia;
  57. Lupa;
  58. Placa de auricoloterapia;
  59. Agulha para acupuntura;
  60. Pinça;
  61. Equimapentos de cromoterapia;
  62. Apalpador;
Leia:  Engenheiro de Alimento - O que faz, Salário, Formação, CBO

CARGOS RELACIONADOS

  1. Musicoterapeuta;
  2. Arteterapeuta;
  3. Equoterapeuta;
  4. Naturólogo;

PARTICIPARAM DA PESQUISA

  • Bruna Rui Freitas;
  • Caio Fabio Portella;
  • Chiara Lorenzzetti Herrera;
  • Claudia Da Costa Mota;
  • Cristina Dias Allessandrini;
  • Flavia Placeres;
  • Kether Van Prehn Arruda;
  • Lilian Monaro Engelmann Coelho;
  • Liliane Ribeiro;
  • Marcelle Souza Lima Machado;
  • Mariana Viana De Faria Oliveira;
  • Otília Rosângela Da Silva De Souza;
  • Sandra De Moura Campos;
  • Sandro José Da Silva Leite;
  • Silvia Helena Fabbri Sabbag;
  • Susana De Lima Lopes Ribeiro;

INSTITUIÇÕES

  • Alquimy Art Ltda;
  • Ande-brasil – Associação Nacional De Equoterapia;
  • Faculdade Paulista De Artes;
  • Instituto De Equoterapia Pegasus;
  • Instituto Passo A Passo;
  • Integrarte Solar Da Maturidade;
  • Universidade Anhembi Morumbi;
  • União Brasileira Das Associações De Arteterapia – Ubaat;

Instituição Conveniada Responsável

Fundação Instituto De Pesquisas Econômicas – Fipe – Usp

Fonte: Ministério do Trabalho

Glossário
TÉCNICAS DE PREPARAÇÃO ARTETERAPÊUTICAS: relaxamento, imaginação dirigida ou não, experimentos sensoriais e sinestésicos, aquecimento, dinâmicas, atividades corporais, dança, teatro, música, etc. UTILIZAR TÉCNICAS E MATERIAIS ARTÍSTICOS-EXPRESSIVOS: pintura, desenho, modelagem, colagem, tecelagem, frotagem, fotografia, técnicas de gravura, mosaico, bordado, bricolagem, escultura, papier-machê, reciclagem, materais audio-visuais e outros. ESTIMULAÇÃO CRIATIVA: o Arteterapeuta utiliza material artístico-expressivo, visual plástico assim como sonoro-musical, corporal, lúdico, audio-visual e espacial para ampliar a criatividade com finalidade terapêutica. PRODUÇÃO PLÁSTICA: produção realizada com materiais artísticos e expressivos (giz, tinta, papel, argila, lápis, fios, sucata, madeira, parafina, massa de modelar e outros). ESTIMULAR PRODUÇÃO SONORO-MUSICAL: composto de Improvisação musical (corporal, vocal e instrumental); Recriação (recriar harmonias, melodias, estruturas rítmicas e letras); e Composição (paisagem sonora, músicas e canções). DEFINIR EQUIPE DE ATENDIMENTO (Equoterapêutica): definir o mediador responsável pela sessão e a necessidade da equipe de apoio – auxiliar guia, lateral e de pista. SELECIONAR PROGRAMAS, MÉTODOS E TÉCNICAS EQUOTERAPÊUTICAS: eleger o trabalho nos diversos contextos – atividades de solo, manejo, encilhamento, condução do cavalo, montaria com ou sem autonomia e cavalo em liberdade. INTERAGÊNCIA: Relação de corresponsabilidade entre naturólogo e interagente SISTEMAS TERAPÊUTICOS: Medicina chinesa, xamânica, biomédica, antroposófica e ayurveda INTERAGENTE: Paciente TÉCNICAS NATUROLÓGICAS: Arometerapia, Cromoterapia, Fitoterapia, Florais, Geoterapia, Hidroterapia, Instrumentos de diagnose como Iridologia, Massoterapia, Meditação, Práticas corporais baseadas nas Medicinas Tradicionais, Reflexoterapia, Terapias expressivas, Trofoterapia

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tendências